Resenha | Posso te amar, de Zeli Scheibel



Posso Te Amar, escrito por Zeli Scheibel, é um romance espiritualista, que conta a história de Lívia, uma jovem que está se formando na faculdade, e que tem o desejo de trabalhar com os idosos, mostrando que a velhice não é o fim da vida, e que é preciso encontrar dignidade e alegria nessa fase. Por isso ela começa  a trabalhar em hospital, onde tem um paciente em coma, que chama a sua atenção, devido a algumas situações inexplicáveis que começam a acontecer ao redor dele.

Enquanto isso, ela tem que lidar com questões de sua vida pessoal que estão afetando a sua vida e de seus pais, além de sonhos e visões que tem acontecido com ela. Tudo parece estar relacionado com o idoso em coma, e com o seu passado desconhecido. Assim, Lívia começa a investigar e perceber que o passado pode estar realmente interferido no que está acontecendo, e que as vezes é preciso abrir a mente e aceitar que  tudo está relacionado e que o espíritos podem nos ajudar a entender tudo.

Posso te amar é um livro de um gênero que eu não estou acostumada a ler, e que eu não sabia nada até  começar a leitura. A sinopse encontrada no livro tem um lado positivo e negativo. Ele não te diz quase nada sobre o enredo do livro, o que pra mim é ruim, mas já dá uma ideia da escrita da autora (que é bem filosófica, vamos dizer assim. Bem elaborada). No final das contas, comecei a leitura sem fazer a mínima ideia do que trataria o livro. No decorrer da obra, deu para perceber que traz um tema voltado para o espiritismo, o que achei interessante, e achei a história bem atraente. Mas o livro teve alguns defeitos, que para mim, fizeram o livro não agradar tanto.


Em vários momentos, a autora corta a cena (e o texto). Normalmente isso é feito para continuar a mesma cena pelo ponto de vista de outra pessoa, ou para mudar para outro momento ou local. Mas neste livro a autora faz isso sem motivo nenhum. Ela corte de repente, sem um critério, e continua do mesmo lugar, do mesmo jeito. E isso me incomodou um pouco. Também achei a história bem corrida em alguns momentos, principalmente nos diálogos. Fora que as emoções da protagonista mudavam muito rápido, a situação não era aproveitada. Tanto que o "romance" que acontece no livro muito superficial. A protagonista fica loucamente apaixonada, mas o leitor não consegue entender isso, porque não acompanhamos o desenvolvimento deles.

Apesar disso, achei o enredo bem legal, com a ideia de pegar pessoas desconhecidas, aparentemente sem nenhuma relação, e mostrar que essa relação pode existir no decorrer do livro. Como também essa questão de o mundo espiritual poder auxiliar a resolver coisas no presente. A autora buscou passar uma mensagem bem profunda, e o livro consegue passar essa ideia, apesar desses pequenos detalhes. Para quem gosta desse gênero literário, Posso te amar, pode ser uma boa opção de leitura. 





0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)