RESENHA | Quãm e os Indícios Mortais, de Tadeu Loppara


Numa missão que passa por Marte, pela Lua e, é claro, pela Terra, o policial marciano Lao Venner irá se surpreender com o que vai encontrar. Lao deve investigar o caso de um clone assassino que vai se complicando à medida que o próprio clone vai se mostrando uma criatura mais complexa que previsto.

Tadeu entrega ao leitor um mix eletrizante de ficção científica, aventura, suspense e romance tão bem narrados que você mal percebe estar lendo um livro de 500 páginas. Em adição à narração, o desenvolvimento dos personagens, especialmente Lao, também é muito bem feito.


A construção do elemento futurístico é totalmente palpável. É comum nesse tipo de criação vermos criações exageradas, feitas apenas para chamar atenção do leitor. Já esse livro ganhou a minha exatamente por mostrar uma realidade futura que parece ser realmente possível, com elementos que já são estudados/questionados nos dias de hoje.

A publicação foi feita pela Autografia e ficou excelente. A arte da capa, em cores escuras, contrasta com o título claro e em letras grandes e está incrível. A diagramação não traz detalhes muito diferentes, mas está muito bem feita também.

Não deixem de conferir essa aventura futurística e emocionante!

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)