RESENHA| Inexplicável amor, de Paula Toyneti Benalia

Só quem mora em uma comunidade ou possui conhecidos lá sabe, perfeitamente, como funciona aquele organismo independente que, habita nas grandes metrópoles brasileiras pois, apesar de estar sob as mesmas leis que regem o país cada comunidade possui a sua  própria lei e a cartilha de como se deve conviver em harmonia com seus demais cidadãos.


O livro conta a história de Lorena, uma jovem mulher que, morava em uma casa humilde, com seus pais e seu irmão caçula, numa comunidade de São Paulo e, que desde nova chama muita atenção por conta de sua beleza. Seu pai um viciado em drogas, conseguiu chegar ao fundo do poço a ponto de colocar a segurança de sua família em risco, quando não tinha mais dinheiro para pagar a sua dívida com o traficante local. Sem ter muita alternativa e sabendo da atenção que sua filha chamava, decidiu dá-la ao traficante como forma de pagamento para sua dívida, que prontamente aceitou a generosa oferta.

Quando Lorena é vendida para o Bonde seu destino se torna um ponto de interrogação pois não teria como saber o que se passava na cabeça do traficante em relação ao que ele pretendia fazer com ela. Porém, ela logo descobriu da pior maneira que seria novamente vendida mas, desta vez seria posta como um dos prêmios de um campeonato de corridas clandestinas que aconteceria. Sendo exposta, como um objeto, para ser usada pelo vencedor da melhor maneira que lhe aprouvesse.


Como um dos competidores mais respeitados, temos Diogo, o dragão, um burguês revoltado com a vida. Tratando todos ao seu redor da pior maneira possível para que, não o pudessem machucar assim como sua mãe o fez ao falecer. Sendo criado por seu pai, um homem que ao não saber lidar com a perda de sua esposa acabou por negligenciar a criação de seu primogênito. A única forma que encontrou para se sentir vivo foram as tatuagens que cobriam seu corpo e as corridas clandestinas das quais participava. 

Diogo achava que aquela seria mais uma dentre todas as corridas que seu amigo organizava mas, deixou de ser quando a viu e ao cruzar seu olhar com o de Lorena suas almas se conectaram de uma forma única pois, ambas partilhavam do mesmo sentimento em seu interior. Fazendo com que aquele campeonato não se tratasse apenas dele mas, sim, de salvar aquela moça do destino terrível que teria caso caísse nas mãos dos outros competidores.

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)