RESENHA | Com Todo Amor do Mundo, de Monaliza Nunes



Em "Com Todo Amor do Mundo" acompanhamos a história de Elizabeth, contada através de cartas que escreve para o falecido marido. Estas cartas funcionam como uma terapia para ela, que nos conta como o casal se conheceu, e diversas outras histórias sobre a vida da protagonista, envolvendo família, amigos, e o sentimentos que surgiram em diferentes estágios da vida.

Temos aqui um livro curtinho, com 127 páginas, mas que consegue passar seu objetivo e sua história muito bem. O que me atraiu, primeiramente, foi a capa lindíssima. Achei que combina perfeitamente com a história, e passar um ar romântico e sonhador. A forma como a história é contada também é bem atrativa e diferente. Tudo o que acontece vem de cartas que Elizabeth escreve direcionadas o marido recém falecido. O que significa que o livro não trás muito diálogo, mas isso torna tudo mais verdadeiro e combina com a ideia de o leitor sentir que  está realmente lendo uma carta e tendo a história contada pela protagonista.

A autora apresenta uma história emocionante, cheia de momentos verdadeiros, de pensamentos da protagonista, que são fáceis de causarem empatia entre o leitor e ela, porque são coisas que muitas pessoas sentem e passam no decorrer da vida. Questões sobre insegurança, rotina, saudade das amizades e momentos da juventude. Por isso, a história acaba sendo tão fácil de ler. Trata-se de um enredo bem realista, e que é contado de forma tão poética as vezes, que consegue tocar, e fazer o leitor, se sensibilizar com o que vê escrito.


A única coisa que eu acrescentaria no livro, e que acho que teria tornado a história mais envolvente e apaixonante, é que a autora tivesse usado mais do casal. Mostrar mais detalhadamente o relacionamento de Elizabeth e Miguel, teria feito o leitor se apegar a ele (o que acaba não acontecendo), e criado uma daquelas história de romance que fazem a gente se derreter em lágrimas.

A ideia do livro é muito boa, e ele foi feito em um formato legal. Mas faltou um pouco, para que ele conseguisse atingir um patamar de livro em que o leitor guardasse ele como destaque do gênero. De qualquer forma, a autora mostrou uma escrita muito boa, realista e emocionante. O livro mostra um grande potencial nela, então é ficar de olho no que mais a autora pode publicar por aí. Vale a pena dar uma conferida na obra, que é bem curtinha, então dá pra ler um pouquíssimo tempo.









0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)