CRÍTICA | PODRES DE RICOS

Podres de Ricos vai chegar aos cinemas dia 25 de outubro (quinta-feira) e é uma adaptação do livro Asiáticos Podres de Ricos do autor Kevin Kwan. Aqui no Brasil foi a Editora Record que publicou o livro que fala sobre Rachel Chu, uma professora de economia em Nova York e que já namora a um ano com Nick Young. Ao ser convidada por ele para ir ao casamento de seu melhor amigo em Xangai ela descobre que na verdade, seu namorado é rico, não só rico, mas podre de rico e com uma das famílias mais influentes de seu país! 

Imagem relacionada

O filme tem seus momentos tristes, porém aposta em uma pegada mais simples e consegue segurar momentos cômicos até nas partes mais dramáticas, e o melhor, não ofende ninguém. 

Sendo um filme com sua história originada por um americano de família natural de Singapura, dirigido por Jon. M. Chu, também de família asiática e considerado o filme americano com maior escala de atores de origem asiática, o longa é por si só um poço de representatividade sem fazer muito esforço. Mesmo assim, por se passar em Xangai, ele passa muito da cultura, realidade e costumes de uma área do país que até então não foi muito explorada em Hollywood

Resultado de imagem para podres de ricos

Quem já conhece o autor Kevin Kwan sabe que ele é conhecido por escrever romances satíricos e que ama abordar temas relacionados a cultura asiática e além do filme que estamos prestes a conhecer nos cinemas também é autor dos livros Rich People Problems (Problemas de ricos) e China Rich Girlfriend (Namorada Chinesa Rica), nomes que se não fossem escritos por um cara de dentro dessa cultura poderiam ser interpretados como puro racismo a aqueles leitores que só leem mesmo as capas dos livros. 

Resultado de imagem para podres de ricos

Mesmo que o longa não puxe para uma ideia consciente de representatividade, ele abre os olhos dos mais atenciosos que não conheciam nada sobre a cultura dos países da Ásia. Para ficar mais claro eu posso te dar alguns exemplos, como o fato de eu não saber antes de ter assistido o filme que os carros em Xangai tem a mão ao contrário da nossa, mas sabe em qual parte do mundo já estamos cansados de saber disso? Vou fazer você pensar nessa resposta super complexa e já vou te dando um outro exemplo! Se você foi ao cinema assistir Os Incríveis 2 e se perguntou em qual país aquele curta Bao se passa, depois de assistir Podres de Ricos ele por um todo fica simples de ser interpretado. 

Para finalizar essa crítica, o filme é leve de se assistir, traz momentos cômicos onde a gente curte bastante estar dentro da sala de cinema, mas não é digno de um Oscar ou algo do tipo. Mesmo assim ter um filme como esse nos cinemas é super válido e eu te aconselho a assisti-lo!

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)