TAG EXPERIÊNCIAS LITERÁRIAS | O Quarto em Chamas, de Michael Connelly


A TAG entregou minha caixa de Agosto e eu me animei logo de cara, não segui como o planejado e já fui correndo ler a sinopse dessa vez. O livro desse mês traz uma investigação criminal bem empolgante: uma vítima de bala perdida morre 10 anos depois de ser atingida. Agora detetive Bosch deve investigar o que aconteceu buscando provas em informações antigas.

Ao longo da investigação, Bosch e sua parceira Lucia Soto veem que a situação é bem mais complicada do que eles imaginavam. Além de trabalhar buscando informações de anos atrás, quanto mais eles descobrem, mais perigosa fica a jornada.

Num primeiro momento, o livro mostra praticamente todos os elementos de uma boa investigação criminal. Temos uma caso intrigante, falsas evidências, peças se conectando, reviravoltas e mais. Mas ao mesmo tempo que estava tudo ali, tive muita dificuldade em me prender à trama. Geralmente a narração desse tipo de livro é mais densa, mas ali foi cansativa demais. Também não me senti muito aprofundamento nos personagens separados, mas esse é o 17º livro da série do detetive, então leitores que acompanham não devem ter sentido o mesmo.

A edição conseguiu superar a de julho. A capa do livro vem em cores vibrantes e chamativas que enchem os olhos. Como já era de se esperar, a parte interna do livro está muito bem feita e diagramada, trabalho excelente da TAG e da Suma das Letras. O marcador personalizado segue o design da capa e o poster ficou muito bacana.

O Quarto em Chamas pode ser uma leitura um pouco cansativa, porém é um bom livro. Estou animado em procurar outros da série para conhecer o personagem mais a fundo e poder aproveitar melhor.

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)