RESENHA | Estio, de Vauline Gonçalves




Estio é um romance de época que se passa aqui no Brasil. A protagonista Triana sempre sofreu nas mãos do pai, que nunca aceitou bem o fato de ter tido uma filha mulher. Ela tenta não chamar a atenção para si, e já aceitou que nunca terá muitos atrativos. Mas após um acontecimento arrasador, um amigo a incentiva a aceitar um casamento arranjado com homem de bom carácter e dono de muitas terras em São Paulo. Assim, ela parte  para um lugar desconhecido, para se unir a um homem que nunca viu, mas que espera ser o inicio para conseguir formar uma família. 

Antonio é um rico dono de terras, que tem uma mente bem a frente do seu tempo. Sua aproximação com os índios o afasta da sociedade local, assim parece difícil que ele consiga uma esposa nas redondezas. Por isso, ele acaba aceitando a ideia de um amigo de se casar com uma moça que nunca viu, mas que parece ter todas as qualidades que espera de uma esposa e mãe de seus futuros filhos. E quem sabe ele consiga também encontrar o amor neste casamento. Mas forças externas podem colocar esse romance a prova.

Estio começa com uma ideia bem interessante, porque trata-se de um romance de época, mas ambientado aqui no Brasil, o que acaba fazendo dele um romance mais moderno do que aqueles que costumamos ver que se passam na Inglaterra. Ele também trás uma história que que eu adoro ver nesses romances, que é o casamento arranjado. Nesse caso, entre os dois protagonista, e não por suas famílias. Apesar de Triana ter uma péssima autoestima (culpa do pai que sempre a menosprezou), fiquei muito feliz de ver a personagem se desenvolver e lutar suas próprias batalhas. Não sendo apenas aquela mocinha para ser salva e sofrer o tempo todo, mesmo que algum desse sofrimento poderia ter sido impedido com um pouco de conversa. 


Antonio é um homem educado, carinhoso e bonito, dono de uma grande riqueza, mas que também não é um príncipe encantado. Ele tem algumas atitudes questionáveis, mas acho que isso é importante para deixar o personagem, e a história, o mais realista possível. Ainda assim, ele é um personagem apaixonante, e é fácil torcer que os dois se entendam.

Estio foi o primeiro livro de época que li ambientado no Brasil, que eu realmente consegui imaginar sendo aqui. Muitos livros do gênero, como os de Carina Rissi e Lucy Vargas, são bons romances, mas eles puxam uma realidade muito mais voltada pra fora, mesmo que se passem aqui no Brasil. Mas em Estio a autora conseguiu incorporar o país a todo momento. A escrita dela também é muito envolvente, e o livro prende o leitor o tempo todo, sempre querendo ver mais do casal juntos, descobrir qual será o próximo obstáculo que eles terão que enfrentar. O romance é muito presente no livro. As cenas do casal, principalmente as quentes, são muito bem feitas, e tornam o livro ainda mais especial.

Estio é uma ótima oportunidade para quem quer adentrar nos romances de época e gostariam de começar por livros nacionais. Apesar de o livro ter um final fechado, haverá uma segunda obra sobre o casal Triana e Antonio, que a autora pretende começar a escrever no ano que vem. Já posso dizer que estou super ansiosa para acompanhar o que mais vai acontecer na vida desses dois. Temos aqui uma obra bem completa, recheada de romance, com uma boa dose de intriga e amizades.  E espero que vocês gostem tanto quanto eu.







0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)