RESENHA | Um Planeta Em Seu Giro Veloz, de Madeleine L'Engle


A Harper Brasil lançou uma edição linda de Uma Dobra no Tempo para comemorar os 50 anos da obra e prometeu que todos os livros da série seriam publicados no mesmo formato. O terceiro volume do quinteto continua a história de Meg e sua família e não desapontou um nenhum quesito.

Nesse terceiro volume, dez anos se passaram desde os eventos de Um Vento à Porta e família está reunida para Ação de Graças. O pai de Meg recebe uma ligação do presidente a respeito de uma guerra nuclear que está prestes a começar e rapidamente Charles Wallace se vê numa situação onde tem que salvar o mundo mais uma vez.

A maneira com a qual Madeleine lidou com o pulo no tempo é incrível. Claramente todos os personagens estão amadurecidos, Meg e Calvin estão casados e esperando a primeira filha, os gêmeos e Charles não são mais crianças. Outra mudança positiva foi o foco maior em outros personagens. Meg foi a personagem central dos dois primeiros livros, agora é Charles quem se aventura, os gêmeos têm maior participação e conhecemos mais sobre a família de Calvin.


Assim como em toda a saga, a história cria uma mistura de fantasia, ciência e religião. O desafio dessa vez envolve viagens no tempo, é um unicórnio que leva Charles em sua jornada e uma oração de proteção é a chave para a solução dos problemas. Mesmo sendo assuntos bem distantes, a autora cria um balanço e narrativa impressionantes.

A edição está muito bonita, a diagramação mantém o estilo dos outros livros da saga e a arte da capa está maravilhosa, dessa vez com uma espiral de estrelas num fundo verde.

Um Planeta Em Seu Giro Veloz se mantém como seus antecessores: narrativa rica, personagens bem desenvolvidos, trama envolvente e um pouco de complexidade que desafia o leitor. Não deixem de incluí-lo em suas próximas leituras.

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)