RESENHA| Letargia o amanhã pode ser melhor, de Valéria Magalhães


O desejo de vingança de Rebeca a consome tanto a ponto de criar sua sobrinha Kaila escondida do mundo e privada de um crescimento saudável. Criou a menina trancada em casa sem o direito ao estudo e ao relacionamento com outros pessoas, além de si  mesma e de seu esposo Filemon, deixando sobre responsabilidade daquela os afazeres domésticos e infringindo castigos severos ao ser desobedecida. 

Kaila cresceu e se tornou uma moça ingênua e tola por não saber nada da vida a exceção do que sua tia, maldosamente, lhe falava pois, ao não desejar que a menina fosse feliz lhe contava suas desventuras e amargores. Não sabia o que era amar e ser amada mas tinha o sonho de se tornar uma grande dama da sociedade paulista com muitas posses e reconhecimento social. Porém, quando se muda para Encosta da Serra sua vida toma um rumo diferente ao começar a ter contato com outras pessoas e a ser inserida, mesmo que tardiamente, ao corpo social.


Em Encosta, Kaila faz grandes amigos, dentre eles, a família Calado, sendo através destes que reencontra seu pai, que há muito a procurava, decidindo ir embora com ele para São Paulo. Já em São Paulo aprende a ler e a escrever, tendo dado início ao seu grande sonho, e é através de seu professor particular que conhece, Thomaz, um jovem com o passaporte para a realização de seu sonho. Como não era uma pessoa que constituía raízes parte com Thomaz para Belo Horizonte.

Sendo ingênua não consegue enxergar o caminho que seus passos e decisões pautadas em ensinamentos dados por sua tia Rebeca a levavam, um caminho sem volta, recheado de solidão e arrependimentos. Kaila sempre buscou ser uma mulher bem sucedida e conhecida por todos pois eram algumas das coisas a qual ela fora privada a sua vida toda praticamente, mas, o que na sua essência buscava era o amor.


Letargia é um livro com uma narrativa extensa e em primeira pessoa do singular mas que segue uma cronologia bem maciça, com acontecimentos transcorridos ao longo do tempo sem que se transpusessem uns aos outros ou que tornasse a história confusa. Um livro rico em detalhes perfeitamente narrados que te envolvem mais a cada capítulo, aquele romance de época no estilo século XXI.

1 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)