ENTREVISTA MD | Vauline Gonçalves

Bom dia pessoal! Hoje é dia de ENTREVISTA MD!!!
E a entrevistada de hoje é a linda VAULINE GONÇALVES!!!

“Não viro vampiro, eu prefiro sangrar; me obrigue a morrer, mas não me peça pra matar.” Música: Nunca se sabe, do Engenheiros do Havai.
Maravilhosas Descobertas: Oi Vauline, seja muito bem-vinda, é um prazer bater esse papo com você! Conte-nos um pouquinho sobre você.
Vauline: Olá, meninas e leitoras! O prazer é todo meu, em participar desse Blog que tanto valoriza a literatura, quanto o leitor. Obrigada.
Vem, sou de Salvador, tenho 42 anos, sou casada, tenho dois filhos e sou formada em jornalismo, mas trabalho há 4 anos como roteirista de games, histórias em quadrinhos, animações e vídeos. Sou geminiana, sem papas na língua e me divido bem entre uma mulher marrentinha e durona, e uma menina arteira e palhaça. Comecei na escrita como diversão, em um fórum de mulheres noveleiras, quando comecei a escrever as cenas de sexo, suprimidas nas novelas.


Maravilhosas Descobertas: Seu primeiro livro publicado foi "Estio", um romance de época que traz a beleza do século XIX conciliando com um enredo primoroso e personagens marcantes. Assim sendo, como surgiu e como foi escrever essa história e o que podemos esperar dela?
Vauline: Estio surgiu na época do fórum, citado acima. Eu gostava muito de um personagem de Caridad Bravo Adams, do livro Corazon Salvaje, que me inspirou para Antônio. Além disso, eu guardava uma lembrança e amor muito grandes pelos personagens Ana Terra e Pedro Missioneiro, de Érico Veríssimo. Unindo essas paixões ao fato de simplesmente amar história do Brasil, nasceu Estio, que desde o seu primeiro esboço até aqui, mudou completamente. Tema leitora da época inicial que até estranhou, porque o Antônio, antes inspirado em Juan del Diablo (personagem do livro), mudou muito. Mas essas mudanças fazem parte do meu amadurecimento como escritora. 

“O amor não é estático e precisa ser renovado diariamente.”
Maravilhosas Descobertas: "A Herança" surgiu de uma forma interessante, eu me lembro, mas conte-nos como foi tudo, desde o convite, a ideia e o desenrolar de Lucas, Lúcio e Karen.
Vauline: A Herança nasceu de um concurso de contos sobre o folclore brasileiro, promovido pelo amado e saudoso grupo Romântica Incurável, da Cari Ramalho. A proposta era cada autora criar um conto com base em uma figura folclórica, e eu me agarrei (com unhas e dentes) no lobisomem. O primeiro passo para a criação do conto foi situá-lo entre os pés de cacau do Sul da Bahia. Achei o cenário perfeito e com isso, mergulhei no que de sexy eu poderia extrair da lenda. Assim, nasceram dois lobisomens que não se transformam na lua cheia, eles adquirem forma híbrida ao chegarem a um ponto extremo de excitação, e com a forma híbrida vem toda a aura de poder e perigo que tanto envolve nossa mocinha, Karen. O conto acabou vencendo o concurso por votação das leitoras. 

“Nem todas as lendas são iguais… E quando a transformação começa, nem todos os lobos uivam para a lua. Alguns apenas seguem seu faro e caçam sua fêmea.”
Maravilhosas Descobertas: Soube de fonte segura rsrs que você resolveu atender ao pedido de suas betas e também de suas leitoras e que em breve "A Herança" terá sequência, visto que ele era um conto e que agora virará um livro. O que vem por aí? O que esses dois lobos irão "aprontar"?
Vauline: A recepção do conto foi tão boa, as leitoras ficaram tão alvoroçadas por saber o que acontecia com os lobos e com a Karen, que fui “intimada” a escrever sua continuação. “A Herança: a volta do lobo” está atualmente sendo postada no Wattpad, gratuitamente. Basta buscar meu usuário e começar a ler (aconselho ler A Herança antes, na Amazon, porque é o início da história toda). Sobre essa continuação... No final do conto, o Lúcio vai embora (sem spoilers rsrsrs), em busca da sua cura, mas após uma jornada onde ele descobre muito sobre si mesmo, ele retorna à fazenda Luz do Luar e sua volta irá tirar todos os personagens das suas “zonas de conforto”. Estejam preparadas para emoções fortes, surpresas bombásticas, um romance lindo, mas extremamente erótico, hot mesmo, porque esses lobos não são de brincadeira rsrsrs

“Quando a luxúria é o legado, o uivo é um chamado."
Maravilhosas Descobertas: Bom, agora vamos falar de "Bellanne-se" uma história que nos emocionou, encantou e despertou sensações em todos os sentidos. Bell chegou chegando, aí veio Erik e pronto, levou o coração das leitoras. Ah esses dois... Conta pra gente como e quando foi que eles surgiram.
Vauline: Bell surgiu primeiro e veio de uma necessidade minha de “abrir o verbo” quanto ao amor próprio e à valorização da mulher. Veio como um desejo imenso de mostrar que nem só de mocinhas doces, recatas e sofridas são feitos os romances. E para uma mulher forte, com a auto estima lá nas alturas e absolutamente original, eu não poderia criar um personagem menos do que Erik Lars, que na contramão dos mais badalados CEOs da literatura, é um cara muito tranquilo, humilde, muito doce e que aplica a “máxima reversa” de que “ao lado de um grande homem, é óbvio que há uma mulher ainda melhor”. 

Maravilhosas Descobertas: Sei que "Bellanne-se" foi uma história que te envolveu e te apaixonou de uma forma muito linda e por isso eu te pergunto: Como foi dar vida a eles, e poder vivenciar toda essa história? E por último, como foi se despedir, como foi usar aquelas famosas três letrinhas?
Vauline: Ahhh.... Eu já comecei a escrever Bellanne-se apaixonada pela história e pelos personagens. Eles são muito reais, muito verdadeiros e quem já leu sabe que não muito difícil se apaixonar. Bellanne é tudo o que uma mulher gostaria de ser (não de ter, como normalmente vemos heroínas sobre as quais dizemos: eu queria ter o dinheiro dela, ter o namorado dela....). Com Bell, a gente deseja ser como ela. E Erik é a personificação da perfeição. Por que é lindo, delicioso e poderoso? Não... porque tem defeitos bem reais, porque é humilde, porque seu poder não está nas ordens ou na conta bancária, está na sua capacidade de abaixar a cabeça, na habilidade que ele maneja magistralmente de, numa metáfora, “acender todos os holofotes e sentar na plateia para aplaudir a mulher que ama, sem levar qualquer mérito nisso”. Ele valoriza e se orgulha muito da Bell. Dá pra ver que sou apaixonada, né? kkkkkkkk  Diante disso, me despedir foi e ainda é bem doloroso. Eles penetraram demais na minha derme, na minha alma. Mais do que seria prudente penetrar rsrs

“Tenho plena consciência de que fujo de tudo que tenha relação com padrões, que sou aquele ovo azul que veio por engano na cesta de ovos perfeitos e alvinhos. E sabe o que eu fiz, quando isso me chegou à consciência? Eu amei a cor azul.”
Maravilhosas Descobertas: Quando você me contou sobre "À Trois" eu não imaginava que eles estavam tão determinados a contar a sua história em tempo recorde. Vau, descreva essa faceta e essa história super hot.
Vauline: À Trois foi uma linda surpresa e também um susto. Eu não tinha a menor inclinação ou vontade de escrever sobre um ménage à trois. Me achava até mesmo inapta para falar sobre uma relação homo/bissexual, mas, literalmente, do dia para noite eles estavam na minha mente. E a inspiração veio tão forte, tão completa, que sentei e escrevi a história inteira em três dias (e de férias, tive tempo para tal). Isso me surpreende até hoje porque eu era descrente em colegas que me diziam que escreviam um livro em vinte dias. Foi um tapa com luva de pelica. É possível sim, para qualquer um com tempo.
“O amor nos leva a transpor limites, desfazer nós, atravessar o espelho. Se é assim, vá! Mas se decide transpô-los, não o faça sozinho."
Maravilhosas Descobertas: Seus personagens são fortes e marcantes, mas eles também tem outras qualidades e defeitos. Gostaria que você definisse tanto você quanto seus livros e personagens principais em uma frase. 
Vauline: Gosto de usar metáforas, e acho que há forma melhor de definir meus personagens, então, vamos lá!

❤️ Estio: Estio é um carinho, uma poesia em forma de prosa e enredo, onde a sensualidade alinhava o linho à seda.
Antônio: Antônio é o sol! Um homem forte, visionário, repleto de todo tipo de energia, que não para de circular.
Triana: Triana é a doçura, o gelo áspero e angular que derreteu lentamente sob a ação do sol, penetrou a terra, regando-a, e fez tudo florescer.

❤️ A Herança: Herança é uma viagem em nossas raízes, na brasilidade, no fantástico que mexe com nossos instintos mais primitivos.
Lúcio Vish! Kkkk…. Lúcio é o voraz! É a força que chega e toma o que quiser. Em uma comparação, ele é como o mágico que chega, hipnotiza a todos e faz com você o que quiser. E ao ir embora, você ainda agradece e pergunta quando ele voltará. kkkkkkkk
Lucas: Ao contrário do Lúcio, Lucas é o príncipe gentil, o cavalheiro que jamais tomaria nada de ninguém, ele olharia em seus olhos, lhe sorriria sedutor e beijando o cantinho dos seus lábios, ele lhe pediria o que tiver de mais precioso. Então, ele tomaria um bom pedaço desse tesouro, lhe devolveria o resto e sairia com o mesmo sorriso com que chegou.kkkk... É um sedutor, mas com um nível de força beeem diferente da força do Lúcio.
Karen: Karen é uma mulher selvagem, primitiva, voraz, presa na pele de uma princesa doce e certinha. Se olharmos bem, ela é a união de Lúcio e Lucas.

❤️ Bellanne-se: Bellanne-se é uma montanha-russa!kkk Você começa a ler e logo é envolvida numa “onda” de paixão, de beleza e encantamento...E então, quando você chega ao cume e acredita que nada pode ser mais lindo e emocionante.... Aí é que começa a coisa toda! kkkkkkkkkkkkkkk
Bell: Bellanne é um furacão, no melhor e mais magnânimo sentido da palavra! Ela é alegria, é força, é sedução! Nada fica no lugar, quando Bellanne Fraise passa, e nada é capaz de retê-la. 
Erik: Erik é o gentleman que esconde um Viking dentro de si. Ele tem a essência de um conquistador voraz, inteligentíssimo, mas que por isso mesmo, muda as correntes de ar, ao invés de tentar reter o furacão. Ele amansa a “fera”, sem enjaulá-la. E vou te dizer... é preciso muita inteligência e tato para isso.

❤️ À Trois: Eu vejo À Trois (e se fala “à toár”, algo assim) como um jogo de xadrez, onde o movimento de um peça, muda todas as estratégias e altera o fim do jogo. À Trois é um tango dançado à três, com direito às piruetas, à sedução e à dor que se vê em um tango.
Arthur: Tutie é um ser feito de bondade, um homem que tenta ao máximo ser justo, honesto e honrado. O Rei à mercê das suas rainhas e do xeque-mate em que elas podem envolve-lo. 
Lorena: Lory é uma mulher feita de amor e de paciência. É um exímio jogador de xadrez que vai minando uma a uma as possibilidades de jogo. No final, ela não dá o mate, espera que o Rei desista do jogo e se renda.
Mônica: Moniquinha é um anjo lindo! Nesse pseudo jogo de xadrez, Mônica é a rainha que circula nos dois lados do tabuleiro. Ela equilibra o jogo e mistura as peças, sendo determinante para o final da partida.  

Maravilhosas Descobertas: Novidades são sempre bem-vindas, nós adoramos elas! Assim sendo, aproveito para perguntar sobre as suas novidades para 2018. O que podemos esperar de surpresas? Quais serão seus próximos lançamentos?
Vauline: O primeiro é o lançamento de “Bellanne-se 2: Sem controle”, que é a parte 2 da duologia e chega à Amazon no meado de Julho. 
Depois, teremos À Trois. Ele está em pré-venda do seu formato físico, pela editora Livros Prontos e será lançado durante a Bienal do Livro, em São Paulo, onde estarei autografando os exemplares. 
E até o final do ano lançarei “Soneto 81”, um romance para fazer as leitoras sonharem e ficarem com os olhinhos cheios de corações.

Mensagem para os leitores: Muito obrigada por todo o carinho, pela parceria, pela atenção e por suas emocionantes histórias. Agora, eu gostaria que você deixasse uma mensagem para nós seus leitores.
Vauline: Ahhhhh! Já acabou?!kkkk.... Eu é que agradeço o carinho, o respeito e a doçura de vocês. Esse blog é muito especial, porque é feito com amor, dedicação e, acima de tudo, respeito pelo leitor. Foi uma honra, de verdade, participar. E às leitoras... O que mais posso dizer, que já não diga todos os dias??? OBRIGAAAADA, meninas! Eu sou viciada no carinho, no contato com essas criaturinhas que fazem meu coração tremer! Agradeço de coração cada gesto de ternura, cada palavra, dirigida não só a mim, mas principalmente aos meus livros e personagens. Todos nós agradecemos muito a vocês.

Pingue Pongue com a autora:
Um sonho – A valorização da literatura nacional contemporânea.
Um desejo – Ter cada vez mais leitoras apaixonadas pelas minhas “invencionices”.
Um momento – Cada lançamento, seja físico, digital... Sempre que “um filho sai de casa”, a emoção é gigante.
Um filme – Como água para chocolate.
Um livro – Nossa... Muito difícil, mas vamos lá: “Corazon Salvaje”, de Caridad Bravo Adams.
Uma música – No momento... "Sou você”, de Caetano Veloso (tema de A Herança – na minha playlist).
Escrever é... Viver tudo que há para viver e compartilhar essa dádiva.


Redes Sociais do Autor: Wattpad | Instagram | Facebook | Site 

Bom pessoal, espero que tenham gostado e curtido a entrevista. 
Gostaram?! Comente, curtam, divulguem!
Beijos e até a próxima!

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)