RESENHA | Diário 2116, de Bruno H. S.


Uma viagem pelo que poderiam ser os nossos próximos anos é uma boa maneira de começar a definir esse livro. Ao invés de criar uma novo ambiente com grandes mudanças do que temos hoje, o autor nos apresenta um trabalho muito próximo à nossa realidade, e com um foco bem interessante.

O personagem central é Thiago, e é acompanhando os acontecimentos que o rodeiam que somos apresentados a muitas outras pessoas igualmente interessantes. O bacana aqui, é ver como todas as histórias são desenvolvidas e não temos nenhum dos personagens deixados de lado em momento algum. Do começo ao fim vemos o progresso dessas pessoas, suas ações e consequências.


Thiago é comandante de uma 'missão' de escoltamento e, juntamente de seus esquadrões, está na reta final da mesma. Tal missão é o principal motivo dos diversos acontecimentos que formam toda a história. A narração de todos os eventos se desenrola de ótima forma, nos garantindo cenas detalhadas, porém fluidas.

O livro nacional foi publicado pela Autografia e a edição está maravilhosa. Mesmo com cores mais leves, a capa já chama atenção no primeiro contato, e, tanto a ilustração desta, quanto a de trás são maravilhosas. A diagramação está muito bem feita, nada daquelas páginas que nos cansam a visão rapidamente.

Diário 2116 é o primeiro livro da saga que tem como proposta nos levar através dos que poderiam ser os próximos cem anos da humanidade. Como o próprio autor menciona, hoje temos recursos suficientes para acabar com a humanidade, mas esse não deve ser o nosso foco, há muito mais acontecendo em nossas vidas. Esse é um livro excelente e deveria ser lido por todos.

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)