ENTREVISTA MD | Dani Assis

Bom tarde pessoal! Hoje é dia de ENTREVISTA MD!
E a entrevistada de hoje é a linda DANI ASSIS!

"Somos todos escritores, só que alguns escrevem e outros não.” José Saramago 
Maravilhosas Descobertas: Oi Dani, seja muito bem-vinda! É um prazer tê-la conosco hoje. Gostaríamos de conhecê-la um pouco mais, então conte-nos sobre você.
Dani: Obrigada, o prazer é meu por estar aqui. Sou Dani Assis, autora de romances e dramas românticos, mãe, esposa e apaixonada pela cultura coreana.

Maravilhosas Descobertas: Como e quando foi o momento em que você descobriu que queria escrever? E de lá pra cá, como tem sido?
Dani: Não consigo precisar um momento, a primeira história que escrevi foi ainda criança no ensino fundamental para um projeto literário infantil, mas só alguns anos atrás decidi colocar tudo o que se passava em minha mente no papel. Num dia qualquer, veio uma força maior e disse “escreve isso”. Eu, escrevi. 

Maravilhosas Descobertas: Estou curiosa para saber sobre os seus personagens. Assim sendo, gostaria de saber se eles já se mostram prontos, com suas manias e características ou se eles vão se moldando ao longo da história?
Dani: Todos se mostram timidamente no início. Claro, que as características principais se fazem nítidas já de primeiro momento, mas as suavidades e nuances de cada um se acentuam durante a construção da história. 
Em Sem Vida há algo que ultrapassa as páginas e entra em nós, nos mostrando como é lesiva a ansiedade gerada nos dias de hoje e como respeitar o tempo de todas as coisas é fundamental. 
Maravilhosas Descobertas: Não consigo esperar, e preciso falar que estou impressionada com o livro "Sem Vida"! A história de Oberon é daquelas que marcam o leitor para sempre! Então conta pra gente como surgiu a inspiração dessa história. E como foi desenvolver dois personagens tão machucados e ao mesmo tempo tão fortes?
Dani: Oberon surgiu durante a escrita de um livro anterior, numa das cenas que escrevia pensei em como seria contar a história de alguém profundamente entristecido. E, então, decidi acreditar que ele tinha potencial para contar a própria vida, de maneira humanizada, sem fantasiar acontecimentos, seguindo os passos de uma pessoa comum, com dores, medos, desafios e recomeços. Contando um dia depois do outro.

(...)
Onde os caminhos vão te levar? Só o tempo.
Que estradas vamos seguir? Só o tempo.
Quando um coração morre e outro renasce? Só o tempo.
O que acontecerá em um dia, um mês ou um ano? Só o tempo.
Aceitar que o tempo é seu aliado e não seu inimigo, faz com que as coisas mais maravilhosas do mundo caiam sobre si.

Maravilhosas Descobertas: Outro livro que já é sucesso é "Sem Caminho"! Ansiedade me define para conhecer Pierre e ouvir tudo o que ele tem para contar, mas antes disso quero que você nos conte sobre ele e como foi escrever essa história.
Dani: Construir este livro está sendo maravilhoso, Pierre é diferente de todos os outros personagens que já trabalhei e atualmente ele é o meu menino.
Sem Caminho é uma história que apesar de ter o amor como mote principal, aborda muitos outros temas — minhas histórias têm essa característica de sempre abordar algum tema complicado e trabalhá-lo com delicadeza e fluidez ao longo da narrativa. Pierre, por exemplo, sofreu um acidente na juventude e ficou com o corpo coberto de marcas, são cicatrizes intensas, físicas e emocionais que alteraram a forma como ele interage com o mundo e consigo mesmo. Na adolescência, precisou enfrentar o olhar cruel dos amigos no colégio e desde então acredita não haver aceitação para ele. E, apesar, de ser um tema complexo, busco abordá-lo com suavidade, leveza e assim mostrar para o leitor como é o dia a dia de uma pessoa nessa condição, que merece o recomeço e o amor em sua vida. 


Maravilhosas Descobertas: Além desses dois livros, você também tem uma duologia lançada pela Editora Angel. Quando surgiu a inspiração para escrever "Alpha: Sedução e Conquista" e “Alpha: Poder e Vingança” e por favor, nos apresente Emanuelle e Bruno.
Dani: Alpha surgiu da vontade latente em deixar minha marca nesse universo da escrita sensual e foi um gênero muito difícil de escrever, mas por um lado foi ótimo. Confesso que não sinto vontade em voltar a escrever esse gênero, pois eu encontrei o meu lugar mesmo nos romances e dramas romântico, eles são definitivamente a minha morada. Entretanto, tenho um carinho enorme por Bruno e Ema, eles foram os primeiros a me chamar para esse mundo literário que amo tanto. 

Maravilhosas Descobertas: Seus personagens são fortes e marcantes, mas também tem outras qualidades e defeitos. Defina tanto você, quanto seus protagonistas.
Dani: Escrevo sobre personagens reais, homens e mulheres reais. Essa é a premissa de quando vou dar início a uma nova história. Meu objetivo é historiar de maneira aberta para que o leitor possa entender e sentir efetivamente o que aquelas pessoas vivem, sofrem e pensam. 
O amor é e sempre será o ponto alto de todas as histórias. Mas como é até o amor acontecer?
Muitos leitores me chamam após a leitura dos meus livros para contar que: sentem-se como se estivessem dentro do livro, sentados ao lado dos personagens, participando de cada cena. Que experimentam de maneira única o amor crescendo em cada página, conhecendo as dificuldades e vibrando pelas vitórias. E é exatamente isso que busco, nunca deixar de lado a magia do amor que compete as histórias românticas. Entretanto, sem perder o foco de que pessoas leiam sobre pessoas.


Maravilhosas Descobertas: Dentre todos os seus livros, você provavelmente tem um favorito ou algum que se destaque por uma razão especial? Qual é ele e porquê?
Dani: Não tenho um como favorito, desejo que muitos ainda venham e cada um deles terá meu amor e carinho. Coração de escritora não se divide ele se multiplica e acolhe a todos com o mesmo amor. 

Maravilhosas Descobertas: Adoramos saber das novidades e essa é a famosa hora em que perguntamos: O que vem de novidades por aí? Quais serão seus próximos lançamentos?
Dani: No momento, dedicando-me a escrita de Sem Caminho e posteriormente a Sem Destino.

Mensagem para os leitores: Muito obrigada por todo o carinho, atenção e por suas emocionantes histórias. E para finalizar gostaria que você deixasse uma mensagem para nós seus leitores.
Dani: Sou eu quem agradece pelo convite para estar aqui, dividindo um pouquinho do meu trabalho com vocês. Agradeço a todos os leitores que tão gentilmente cedem um pouco do seu tempo para conhecer minhas histórias e de maneira tão carinhosa fazem parte dessa jornada comigo. Cada mensagem que recebo, faz meu coração inflar de alegria. E aos que ainda não leram, convido-os para se entregarem de coração aberto.

Pingue Pongue com a autora:
Um sonho: Visitar o Egito.
Um momento: Segurar meu filho pela primeira vez.
Um filme: Tomates Verdes Fritos
Um livro: Lucíola – José de Alencar
Uma música: Todas que estiverem nas playlists dos meus livros 
Escrever é: Escrever é dar asas a todos os pensamentos, com a escrita posso deixar minha alma rumar do meu corpo e aportar nas páginas que tanto amo.


Redes Sociais da Autora: Instagram | Facebook | Wattpad 

Bom pessoal, espero que tenham gostado e curtido a entrevista. 
Gostaram?! Comente, curtam, divulguem!
Beijos e até a próxima!

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)