SERAFINA E A CAPA PRETA, DE ROBERT BEATTY

Já dizia Drummond, "Todo ser humano é um estranho ímpar" e é com essa frase que lhes apresento Serafina



Serafina, a filha do mecânico da Mansão Biltmore, mora com o pai no sótão, mais precisamente atrás do aquecedor, sua refeição diária é basicamente polenta e frango apesar de nunca comer as polentas. Seu passatempo preferido é caçar os ratos que aparecem sorrateiramente na mansão e os mandar de volta ao seu lar, a floresta, e desta forma foi promovida a COR da mansão, ou melhor, a Caçadora de Ratos Oficial da Mansão Biltmore. Além de ser uma criança que troca a noite pelo dia adora observar os moradores da mansão aprendendo mais sobre eles do que eles mesmos.


Seu pai a proibiu de ser vista tanto pelos donos da mansão quanto pelos seus hóspedes não só pelo medo de serem descobertos por morarem ali clandestinamente mas também pela reação que poderiam ter ao vê-la. Pois, ao possuir certas peculiaridades ósseas a fazia diferente das demais crianças. E, também, era proibida de entrar na floresta que, de acordo com os moradores locais e seu próprio pai, era habitada por criaturas sombrias; mas, essa era a regra mais difícil para ela, já que, de alguma forma, era atraída pela floresta.



O primeiro encontro com o homem da capa preta foi quando, em uma de suas rondas noturnas, Serafina o vê perseguindo uma das hospedes da mansão e vai ao seu encalço para tentar, de alguma forma, salvar a menininha mas, infelizmente, ele leva a vantagem desta vez. E promete à si mesma que, a partir daquele dia caçaria aquele rato incansavelmente até capturá-lo e deixaria não só Biltmore a salvo mas descobria como as crianças sumiam debaixo de sua capa


E é a partir deste dia que começa a desobedecer as regras de seu pai , uma a uma, a fim de salvar as crianças que ainda restavam na mansão. Primeiro, faz amizade com o sobrinho dos Biltmore que, assim como ela, vivia pelos cantos sozinho, pois, precisava dividir com alguém sua mais recém descoberta. E, segundo, adentrar na densa floresta que rodeava a mansão seguindo os passos da sua vítima.



Serafina e a capa preta é um infanto juvenil que ao misturar os ingredientes padrões deste tipo literário - que são a fantasia, a descoberta e o amor - não se tornou mais do mesmo e, sim, algo único e encantador. O universo criado juntamente com a história dos personagens deixou aquele gostinho doce no coração.

0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)