O REFÚGIO DO MARQUES, DE LUCY VARGAS





O Refúgio do Marquês é um romance de época, escrito pela carioca Lucy Vargas. Caroline Mooren é a viúva Baronesa de Clarington, que acabou sendo deixada sem nada pelo marido, além de péssimas recordações do tempo de casada. Com a ajuda de uma parente bem distante, ela é chamada para salvar o que restou de Bright Hall que parece ter sido abandonada pelo marquês de Bridington, Henrik. E não seria nada mal se ela também desse um jeito no marquês, que tem tido comportamentos bem inaceitáveis para um nobre.

Preso a um passado que não quer morrer, Henrik não tem cabeça para tratar de questões do lar. Apesar de saber que a propriedade está em um estado deplorável. Então sua mãe lhe apresenta Caroline, que com mãos de ferro, assume a reforma do lugar, e sem querer, acaba despertando sentimentos, que Henrik achava que estavam adormecidos para sempre.

Lucy Vargas foi a segunda autora brasileira com um romance de época, que tive a oportunidade de ler. E ela conseguiu apresentar a sociedade inglesa muito bem. Adorei a forma como seus protagonistas foram retratados, e como o relacionamento deles se desenvolveu. Os diálogos entre os dois são cheios de troca de "farpas" educadas, e divertidos. Gostei de como a paixão entre dos dois não aconteceu rapidamente, nem de cara, como acontece muita vezes em romances do gênero. Tudo foi construído aos poucos.


Caroline é uma pessoa forte, de pulso firme, mas que trás confiança e é muito atenciosa. Henrik é a parte divertida do livro, porque seu jeito pouco seguidor dos costumes, causa várias dores de cabeça a Caroline e a mãe dele. Outra personagem bem interessante no livro. Os personagens secundários foram excepcionais em ajudar a criar uma história divertida e atraente. O enredo por trás do romance também foi bem diferente, e acrescentou bons momentos ao livro, com um pouco de mistério, drama e ação.

O Refúgio do Marquês é um romance de época que consegue cumprir seu papel de mostrar a cultura da época, e apresentar uma história interessante e romântica na medida certa. A forma como os diálogos e situações acontecem são fundamentais em dar aquele ar mais divertido, mas com a sutileza que a época pede. Trata-se de um ótimo livro do gênero, e que precisa ser lido por quem gosta de autoras populares como Julia Quinn, Lisa Kleypas ou Carina Rissi.



0 comentários

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)