Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?node=16337903011&pf_rd_m=A3RN7G7QC5MWSZ&pf_rd_s=merchandised-search-1&pf_rd_r=25NB0E9QZ77ARZK9R4XS&pf_rd_t=101&pf_rd_p=016d5e8e-fbd7-4556-89df-e2fa66391ee3&pf_rd_i=16337903011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=fd09f073782dbee08f43fefbb4db448b

SORRISOS QUEBRADOS, DE SOFIA SILVA


Eu não me apaixonei pela sua força, me encantei com a sua beleza, atraí pelas suas curvas. Não. Essas eu também amo. Mas eu amei-a pelo seu sorriso fraco, desproporcionado, quebrado. Ele é meu favorito e o mais lindo de todos.

Paola traz no corpo as marcas de uma fase que ela imaginava ser a mais bonita, o seu conto de fadas. Mal sabia ela que aquele amor ao qual seu marido lhe oferecia era doente, possessivo, mau no sentido literal da palavra. Ele que dizia amá-la e que deveria protegê-la foi o contrário de tudo isso. Paola sofreu desde o primeiro até o último dia. Sim, o último, porque a partir daquela barbárie ela morria e renascia... Dolorida, machucada, marcada, mais ainda assim viva. E é por isso, por esse respirar, por essa segunda chance, que ela vai se agarrar e lutar dia após dia.


Todos os dias é um recomeço. Todos os dias eu renasço. Todos os dias eu me levanto. Todos os dias não desisto. Todos os dias vivo como se não tivesse todos os dias.

André traz na alma as marcas de um sofrimento que o destruiu. Assim como Paola ele busca aos poucos se reencontrar em meio a dor e a escuridão em que vive. Seu coração foi quebrado de tal forma que as únicas pessoas que hoje tem espaço ali são seus pais e seu raio de Sol, sua filha. Sol mesmo pequena também já passou por sofrimentos que a fecharam para tudo e os privilegiados em fazer parte do seu pequenino mundo são seu pai e seus avós. Um raio de Sol na vida deles e que vai brilhar na vida de uma outra pessoa: Paola. Um laço bonito de amizade surgirá, corações fechados vão se abrir, sonhos voltarão a fazer parte de suas vidas, mas ainda há um grande caminho a ser percorrido por cada um deles.


Sorrisos Quebrados conta a história de duas pessoas sofridas e que encontraram na dor um jeito novo de viver e caminhar. Tanto Paola quanto André revelam a cada leitor tudo o que os levaram ao dia de hoje e nos convida a caminhar com eles coma sua simples promessa de "só mais uma noite" só mais uma chance, só mais um momento. Um pedido puro, singelo mais que tem uma intensidade ímpar na vida de cada um deles porque a partir dali eles vão se abrindo, se permitindo conhecer e vão desnudando sua alma. 


Neste momento somos duas almas perdidas que se encontraram, mas que receiam ser mais uma miragem no deserto triste que tem sido a nossa caminhada.

A história é dividida entre quatro partes: Dolorosamente Colorida, Surpreendentemente Brilhante, Tristemente Escuro, Repintados. Uma história que encanta com a sua dor, que embriaga com a sua sinceridade, que brilha na sua escuridão e que marca com a sua imperfeiçãoComecei a ler e não consegui parar, ressalva os momentos em que precisei para para respirar e controlar meus sentimentos, tamanha é a intensidade dessa história. Impossível controlar as lágrimas... desde elas sendo de tristeza, quando sofri e chorei junto com a Paola ou o André; até as de alegria, quando eu sorria e chorava de felicidade junto com eles.


Juntos descobrimos que os sorrisos mais lindos estão escondidos nos rostos mais tristes.

Um romance lindo, emocionante e inspirador que aborda relacionamentos abusivos expondo cicatrizes visíveis aos olhos (ou não) e trazendo a tona assuntos polêmicos e necessários de serem abordados. 
Ao olhar para o livro eu pensei "Meu deus, essa capa ficou linda!" mas aí eu abri o livro e me deparei com uma diagramação que me arrancou três letrinhas simples mas que definem os meus sentimentos "Uau" e como se não fosse suficiente o meu fascínio, ainda tem o enredo que me deixou literalmente no chão e sem palavras para definir o que senti por Paola, André e Sol.


Eu sou como aquela caixa preta, Paola. Sou grande e dou abrigo a todos que amo, mas sou oco por dentro. Era escuro, vazio... até você entrar e iluminar. E... e eu não quero viver mais sem cor.

Sofia Silva conseguiu me envolver de tal forma que me vi sentindo coisas e vendo cicatrizes (que eu escondia) sendo expostas. Todas somos Paola, todas "Somos Quebradas". Sofia despertou mulheres para a vida e encantou as que já haviam superado suas trevas porque é na escuridão que o brilho da sua alma aparece. Cada uma de nós temos nossa caixa preta e ela está lá só esperando você se pintar de coragem, esperança, felicidade e amor para poder resplandecer nela todo o seu brilho, a sua luz.


Somos duas pessoas pintando duas telas que foram rasgadas e precisam ser tratadas com cuidado. 


                                                                                       

Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.