Header Ads

ERA UMA VEZ NO OUTONO, DE LISA KLEYPAS




 Era um vez no outono é o segundo livro da série A Quatro Estações do Amor de Lisa Kleypas, mas como acontece na maioria das séries de romance de época, não é necessário ter lido o primeiro para ler este, apesar que recomendo que o leia para que o leitor aproveite melhor todas as informações do livro. A resenha do primeiro pode ser conferida Aqui. A série gira em torno de quatro jovens que se tornam amigas e se autodenominam Flores Secas, pois não conseguem arranjar um bom casamento e costuma ficar abandonadas nos cantos dos bailes. Após um pacto para ajudar umas as outras, e a primeira delas ter tido sucesso, essa história trata da segunda jovem do grupo, Lilian Bowman.

Lilian é filha de um rico americano de origem pobre, que apesar da riqueza, não é tão bem aceito nas rodas de Nova York. Por isso Lilian e sua família viajam para a Inglaterra, na busca por arranjar um marido aristocrata para ela e sua irmã mais nova Daisy. Mas se a origem humilde de Lilian já era um problema na hora de conseguir um pretendente, seu pouco conhecimento das inúmeras regras de etiqueta inglesa só tornam as coisas ainda piores. Em uma situação um pouco indecorosa Lilian conhece Marcus, um conde com ideias bem fixas do que se esperar de uma dama, e dono de uma atitude autoritária que faz a rebelde Lilian se irritar cada vez que o encontra.

Apesar de os dois não terem nenhum aparente prazer em estar próximos um do outro, Lilian e sua família se hospedam na mansão de Marcus junto a outros convidados, e fica muito difícil os dois não se encontrarem pelos corredores. Rapidamente os dois percebem que toda essa irritação pode ser apenas uma desculpa para o fato de que não conseguem tirar o outro da cabeça. Mas será que Marcus vai querer casar com uma jovem que não atende nenhum dos requisitos esperados de uma condessa? E Lilian é capaz de lidar com a personalidade de Marcus? 


 Finalmente tive a chance de ler este livro, e o casal principal já era esperado que fosse esse, pelos leves sinais que o primeiro livro mostrou. Não posso dizer que Lilian seja a minha personagem preferida entre as meninas, porque apesar de ser muito inteligente e companheira, ela é muito voluntariosa as vezes, não recusando um desafio ou querendo se rebelar a determinadas coisas. Mas isso tem muito haver com a criação que ela recebeu nos Estados Unidos, onde as mulheres tem bem mais liberdade, mesmo que não tanta. Marcus é um perfeito conde. Apesar da criação cruel que recebeu de seu pai, ele é muito ligado as irmãs, e nunca se apaixonou, não dando muito valor a ideia de casamento ou de romance. É muito divertido ver como ele começa a se encantar por Lilian e não conseguir se controlar perto dela.

O livro é recheado de romance, e como um bom mocinho, quando finalmente percebe que está apaixonado, ele assume todos os riscos para ficar junto a ela, e mostra um outro lado se sua personalidade que ficava escondido. Além do romance, a história tem momentos divertidos, principalmente envolvendo o grupo das meninas, que estão cada vez mais desesperadas na busca de um marido. Mas parece que são nos momentos mais inesperados e com as pessoas mais diferentes, que a chance do verdadeiro amor pode surgir para elas.

Com capas lindas e romances ainda melhores, que Lisa Kleypas vai conquistando os leitores, e espero que gostem dessa série tanto quanto tenho gostado.


Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.