Header Ads

TRILOGIA O AMANTE - EU, SUBMISSA, DE JODI ELLEN MALPAS



O livro Eu, Submissa, é o segundo livro da trilogia O Amante, escrito pela inglesa Jodi Ellen Malpas, e lançado pela editora Planeta do Brasil, sob o selo da Essência. A resenha do primeiro livro você encontra Aqui. Neste segundo livro, a história começa quase onde o primeiro acabou. Ava se afastou de Jesse após descobrir alguns segredos sobre ele e O Solar, um clube exclusivo, onde os membros procuram satisfazer seus desejos sexuais mais diversos entre eles. E Jesse é o dono do lugar, e bem popular entre as mulheres da mansão. Para completar, Ava ainda não se recuperou de seu último encontro com Jesse, em que descobriu sobre seus problemas com o álcool.

Mas é impossível ficar afastada, quando seus sentimentos por ele ainda são tão fortes, e Jesse não pretende desistir de Ava. Mas apesar de estarem apaixonados e declararem seus sentimentos, manter esse relacionamento pode ser muito difícil, quando Jesse evita falar de seu passado e Ava tem que lidar com o comportamento possessivo, carente e controlador de Jesse. Mesmo que ele também seja romântico, protetor e incrível na cama.  Com isso, os dois vão ter que se esforçar para aceitar suas diferenças, enquanto alguém aparece com intenções suspeitas, que podem separar o casal.

O livro mantem o mesmo clima do livro anterior e continua prendendo o leitor nesse enredo cheio de situações, tensões e cenas quentes. Jesse é um personagem que se apresenta mais complexo a cada página, e que pode dividir opiniões. Ao mesmo tempo que pode ser considerado um sonho de consumo pela sua paixão e necessidade de Ava, ele também tem atitudes que talvez na vida real faria qualquer mulher sair correndo. Mas como a nossa protagonista, temos consciência dos defeitos de Jesse, mas também percebemos as qualidades dele e atitudes que fazem o leitor torcer pelo casal. E o casal é tão louco um pelo outro, que eles conseguem ultrapassar (principalmente Ava) os obstáculos pelo caminho. E Ava ganha o respeito do leitor por lutar contra as tendências controladoras de Jesse, mesmo que nem sempre ela tenha sucesso nisso.


Na história, temos os protagonistas em algumas situações bem inusitadas, que em outras circunstâncias poderiam ser consideras exageradas, mas elas acabam se encaixando perfeitamente, porque o leitor entende que essas são atitudes que alguém com a cabeça tão virada quando Jesse (por exemplo) realmente faria.

Neste segundo livro, já temos a introdução bem leve do provável tema central do último livro da trilogia, que também já foi lançado pela editora no Brasil, e que deve ser resenhado pelo blog nas próximas semanas. Posso continuar dizendo que a trilogia O Amante está incluso no hall de romances eróticos que marcam o gênero, junto com obras como Cinquenta Tons, Toda sua e Peça me o que quiser.


Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.