TE CONTO UM CONTO: A SORTE NO AZAR, DE GISELE SOUZA


O conto A sorte no azar da autora Gisele Souza, vem nos contar a história de Leonardo, o Leo, e a July. Essas duas pessoas super azaradas, que se esbarram, literalmente, e se apaixonam.
"Eu sempre tive essa coisa na cabeça de que não há nada ruim que não possa piorar. Não sei bem quem disse isso para mim pela primeira vez, mas preciso deixar claro que essa pessoa é muito sábia. Sério! Você pode estar no maldito fundo do poço que, sim, você pode e vai afundar mais."
Começamos o livro conhecendo o Leo, um cara romântico, que se entrega de corpo e alma em todos os seus relacionamentos e acaba sofrendo muito com os términos. É assim que Leo conhece July, quando ele está sendo carregado bêbado pelo barman Sandro até o Táxi de July.
"Eu sabia o que ele estava pensando, já me dei mal tantas vezes e não perdia as esperanças, ele não entendia o motivo de continuar à procura do amor. Simples, não queria terminar como ele, que era um galinha safado e frio.
July uma mulher ruiva, trabalhadora, taxista, que catava todos os bebuns do bar do Sandro para ganhar um dinheirinho extra. Até que July leva um bebum charmoso chamado Leo para casa, ele vai pedindo ela em casamento do bar até a casa dele, ela realmente queria acreditar que era verdade aquele pedido, mas achou melhor descarregar ele no sofá e ir embora. O que acontece depois disso, caro leitor, isso você terá que descobrir sozinho...
"Mas daí, caro leitor, você pensa que a minha maré de azar havia acabado? Se enganou, aquela teoria que nasci com a bunda virada para o outro lado da lua estava ficando cada vez mais real."

Eu gostei bastante da escrita da Gisele, ela deselvoveu bem os personagens principais e me fez sentir cativada por eles, sinceramente, achei o conto muito rápido e acho que essa história deveria ser reescrita como um romance, para podermos aproveitar mais esse casal azarado.
"Com o passar do tempo, percebi que quem fazia minha sorte era eu mesmo. Aceitar menos do que eu merecia, me fazia não conseguir nada na vida. Pensar nos outros antes de mim fazia minha vida andar para trás. E não prestar atenção ao meu redor, me fazia pisar na bosta. Literalmente!

Um beijo e até a próxima resenha !

                                                              

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Instagram