TUTOR, DE SUE HECKER



As vezes na vida temos tudo programado, tudo certinho indo como queríamos e de repente algo acontece mudando o rumo como num piscar de olhos. Foi isso o que aconteceu na vida de Pedro. Tudo no seu devido lugar, como ele gosta e do nada, numa noite de réveillon, um telefonema muda toda a sua vida.
"Aprendi uma coisa sobre o amor: não adiante o mundo ir contra; se o coração quiser viver uma paixão, isso vai acontecer, independentemente das circunstâncias."
Sua meia irmã havia sofrido um acidente sério no qual não sobreviveria. Suas últimas palavras foram um pedido, que ele cuidasse de sua filha, que a apoiasse nesse momento e nos próximos que viesse, que ele fosse para ela seu Tutor.

Pedro tentou relutar mas não teve tempo e se viu diante de uma situação que nunca imaginou. Ele um homem tendo sobre sua tutela uma garota de 17 anos. O que faria? Ele não teve escolha. Ela não teve escolha. Ambos se escolheriam no primeiro olhar. A vida dos dois estava enlaçada.
"Meu coração não escolheu, simplesmente aconteceu sem avisar, e o que mais me enche de esperança é que seus olhos me dizem que ele quer, assim como eu o quero."
Beatriz estava com seus pais quando sofreu o acidente no qual ficou muito machucada, passou por várias cirurgias e chegou a  ficar em coma. Os dias passam, ela se recupera e aos poucos vai voltando ao normal ou não já que o destinho tem mais uma peça para pregar nos nosso casal protagonista. Beatriz perde a memória no acidente. Sem se lembrar de quem é, de seus pais e nem de como tudo aconteceu, ela encontrará em Pedro seu porto seguro. em Cida (governanta de Pedro) uma amiga. E mais pra frente amigos como Beggo e Elaine, aqueles os quais ela tem como irmãos e ama muito.
"O futuro me é incerto. É uma porta que só poderei abrir quando o passado me permitir. Por enquanto, estou vivendo o presente tentando resgatar meu passado para poder encarar o futuro."
A história de vida de Pedro é sofrida, marcada por dor, amor e na medida do possível superação por ele e pela mãe. Seu passado tem dores que nem mesmo o tempo conseguiu sanar, e ele carregava consigo até hoje as marcas de todo o sofrimento. O TOC veio ainda novo, a autoflagelação veio com o tempo... Aos poucos ele vai conseguindo lidar com tudo e se firmando, mas as vezes é mais forte do que ele. 
"Quando estou acompanhado consigo dominar meus pensamentos... Não costumo ceder a eles. Claro que, às vezes, sinto necessidade de arrancá-los de mim com a autoflagelação, como fiz há meses, porém a medicação me ajuda a estabilizar essa compulsão."
Beatriz, Bya, é uma adolescente forte, atrevida, animada, que se torna um furacão na vida de seu tutor (ah ela queria isso). Certa de seus sentimentos, ela busca seduzir e conquistar aquele que domina seus pensamentos, desejos e coração. Só que não será assim tão fácil. pedro tem seus princípios, seus ideais e não cederá assim tão fácil. Cabe a Bya se descobrir mulher e ir a luta nessa deliciosa guerra que é a sedução de um amor.
"Bruxinha! Desfaz esse feitiço enternecido que você lançou sobre mim. Nem sei como seguir. Só sei que quero tê-la em meus braços de novo."
Tutor é uma história que embriaga o nosso coração e encanta nossos olhos. Entre risadas, suspiros, lágrimas, taquicardia, cenas quentes (ui muito quentes)... o amor vai surgindo, a verdade aparecendo, a sedução rolando solta, o amor tomando conta deles e da gente também. 
"Desejo ser para ela o homem dos seus sonhos. Aquele que a aquece no frio, aconchega no colo quando se sente desprotegida e, principalmente, que a ampara e a acolhe para nunca se sentir só."
Assim como nos seus outros romances, Sue traz um assunto forte para a história, e fala com maestria deles. O TOC e autoflagelação são citados na história e faz com que o leitor pense em como pode ser a vida de uma pessoa que sofre, vive e convive com essa doença e seus pensamentos intrusos. É impressionante a forma como ela traz ao nosso conhecimento e como nos mostra que independente de tudo podemos e temos sempre escolhas a fazer: dominar ou ser dominados; e isso indefere de uma situação, um momento ou uma doença. sabe conviver e lidar é a melhor forma de sobreviver a tudo na nossa vida e saborearmos cada instante seja ele de dor, superação ou felicidade.


A diagramação está linda, adorei a rosa no início de cada capítulo. A capa ficou um arraso, daqueles que definem e exibe perfeitamente os personagens. E o enredo, haha esse é de tirar o chapéu. Resumindo em uma palavra AMEI!!!
"No balanço da vida... dou graças a Deus e ao destino por colocar um anjo na minha vida.Um anjo que não se importa com o que carrego de problemático.Um anjo que me faz sentir diferente e que me faz querer viver e ser feliz."



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Instagram