LISTANDO MOTIVOS PARA ASSISTIR GIRLBOSS

A  série Girlboss estreou semana passada (21/04) na Netflix e por mais que ela não tenha tido tanta repercussão, principalmente por ter sido ofuscada pelo furacão "Os 13 porquês", essa série em minha opinião vale a pena ser vista por alguns desses motivos:


O ESTILO VINTAGE: Contando a história (baseada levemente em fatos reais) à alguns poucos anos atrás e nos mostrando como tudo começou na vida de Sophia, uma menina de vinte e poucos anos que não sabia como se manter em relação a grana até ter a ideia de vender roupas customizadas no eBay, a série mostra sua vida mudando totalmente e no meio disso tudo podemos ver também um estilo muito vintage das roupas, músicas e até mesmo os ambientes onde a história se passa.

A TRILHA SONORA: Quem acompanha o nosso listando provavelmente já percebeu que para nós do MD a música também é algo muito importante e completa totalmente as séries e filmes, e Girlboss acertou em cheio em sua trilha sonora que complementou o tempo e o estilo do seriado. Só para você não ficar muito confuso sobre que tipo de música estou falando escute "Teenage Dirtbag" (ouve até o refrão porque você provavelmente vai reconhecer essa).

TEM O RUPAUL: Se você conhece o reality Rupaul's Drag Race, você sabe muito bem porque Rupaul, o primeiro nome do mundo drag da atualidade tem tudo a ver com essa série! O reality show que está na sua nona temporada agora, está sendo transmitido no canal VH1 dos EUA e tem tudo a ver com o mundo da arte, moda e customização de roupas, como em Girlboss!

Resultado de imagem para girlboss gif netflix

SE PASSA EM SAN FRANCISCO: Além de já sabermos que o estado da Califórnia nos EUA é um dos mais alternativos e já ter sido palco de muitos filmes e séries, em Girlboss nós também podemos ver lugares bem peculiares que a cidade tem e assim acaba ficando cada vez mais simples perceber que San Francisco foi praticamente escolhido a dedo para toda a trama se passar!

A ATRIZ PRINCIPAL: Ninguém menos do que Britt Robertson, uma atriz já bem conhecida e que nunca decepciona em suas performasses foi escolhida para o papel. Ela consegue passar a essência de Sophia muito bem, como já se era esperado! A felicidade, o estilo brincalhão, o jeito de menina mimada e principalmente ter que interpretar uma pessoa física e não só "uma personagem" acaba fazendo com que Sophia seja muito complexa de se interpretar, mas não parece ter sido um desafio para a atriz.

DÁ VONTADE DE IR GARIMPAR NOS BRECHÓS: Sem dúvida as blogueiras de moda vão pirar em Girlboss! Para mim a melhor coisa em relação a isso é que eu não sou uma pessoa chegada em moda e não tenho nenhuma chance de customizar uma roupa sem que ela fique horrível ou até que eu perca um dedo, mas a série me deu vontade de tentar procurar as roupas mais baratinhas e esquisitas que fariam um look maravilhoso depois de uma repaginada (por mais que como eu já disse, não sou capaz de se quer combinar um short com uma blusinha).


É ADAPTAÇÃO DE UM LIVRO: A Netflix não para mais de adaptar livros não é mesmo?! E que continue assim! O livro com o mesmo nome da série é da autora Sophia Amoruso e é uma autobiografia (então sim, a série conta alguns fatos reais da vida da autora que também criou a loja online Nasty Gal e uma curiosidade é que o nome da loja foi baseada na música Nasty Gal de Betty Davis, uma revolucionária feminista doa anos  ).

PARECE MAS NÃO É: Por mais que a forma que eu tenha citado algumas coisas nesse listando possam ter dado a mesma impressão que quem lê a sinopse da série deve ter, essa nova série da Netflix não é tão girly assim! Tudo bem, fala de moda, tem a maravilhosa Rupaul e as blogueiras de moda vão sim amar! Mas na verdade Sophia é bem gente como a gente, não é nem um pouquinho lady e além de mostrar um estilo de ser bem caminhoneira as vezes, também mostra que a série é bem mais sobre Girl Power do que qualquer outra coisa! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Instagram