Header Ads

LEITURA A DOIS: Mia nas Entrelinhas, de Mia Malafaia

No Leitura a Dois de hoje, a parceria da vez é novamente com um blog que a gente ama de montão! O Blog do Pedro Gabriel, que nós do MD super recomendamos uma passada por lá pra ver os conteúdos super bacanas que ele sempre posta por lá. Mas esperem aí, já estão sabendo que dessa vez o livro é composto não por uma história e sim por poemas e reflexões? Sem mais delongas, bora pra LA2


 Para começo de conversa, do que se trata a história?

Mia nas Entrelinhas, de Mia Malafaia, não é um livro de histórias como outro qualquer; é um livro dividido em dois módulos - reflexões e poemas - onde neles, Mia escreve sobre o amor, as dores, a esperança, a perseverança, a persistência, os medos, a paixão, os desejos, e até mesmo sobre as injustiças e política. Em uma leitura rápida, Mia te faz refletir e pensar em diversas coisas em uma noite só.

 O que você achou da escrita do autor no decorrer do livro? 

Mia tem uma escrita varável. Em suas reflexões, você se depara com uma leitura um pouco mais complexa e rebusca; já em seus poemas, as palavras fluem de uma forma leve e de forma sensual em diversos pontos. Mia conquista o leitor e pega-o de surpresa em alguns pontos, o que torna a leitura bem interessante e ativa.


 Que mensagem você crê que a autora quis passar com sua história?

É difícil dizer já que Mia aborda diversos temas em seus escritos, porém a fé de Mia é demonstrada em diversos pontos, e no fundo, creio que Mia queria mostrar isso nas entrelinhas; fazer com que seu leitor visse a vida de uma forma diferente, relembrasse de como era bom ser criança, lidasse com a perda, o perdão e os medos, aprendesse o que realmente é amor, e acreditar que pra tudo isso se realizar, ele só precisa ter fé.

E com essa mensagem, que aprendizado você agregou em sua vida? 

Muitas vezes no nossos dia a dia, esquecemos de ter esperança de que algo bom vai acontecer no meio de tanta coisa ruim que acontece, então mesmo que o livro tenha sido escrito alguns anos atrás, ele se encaixa muito em coisas em que estamos passando em 2017. Então, algo que esse livro deixou marcado com ferro e fogo em mim foi não perder a esperança, ou como diz Mia, a fé.

Para finalizar, qual trecho do livro lhe chamou mais atenção, e por quê?

 [...] Somos recheados de sentimentos contraditórios. 
 Inundados de momentos únicos, lembranças, perdas, conquistas... 
 Para cada passagem da vida temos um motivo para chorar ou sorrir. 

Escolhi esse trecho pelo simples fato de representar tão claramente o que somos e como somos de uma forma simples e direta.


E então? Minhas respostas bateram com o que vocês pensaram? Sim? Não? Ficaram na dúvida? Então cliquem aqui, e vejam as respostas que o Pedro Gabriel colocou. E coloquem a de vocês aqui nos comentários também para nós trabalharmos a mente um pouquinho em cima desse livro que é tão maravilhoso e despretensioso! Então é isso, um beijo e até a próxima postagem!

Um comentário:

  1. Adorei as suas respostas, Dara. E adorei estar novamente contido nesse projeto legal realizado por você aqui no MD.

    Xeruuuuu! =D

    ResponderExcluir

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.