Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?node=16337903011&pf_rd_m=A3RN7G7QC5MWSZ&pf_rd_s=merchandised-search-1&pf_rd_r=25NB0E9QZ77ARZK9R4XS&pf_rd_t=101&pf_rd_p=016d5e8e-fbd7-4556-89df-e2fa66391ee3&pf_rd_i=16337903011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=fd09f073782dbee08f43fefbb4db448b

PARAFUSOS, MANIA, DEPRESSÃO, MICHELANGELO E EU, DE ELLEN FORNEY

Parafusos é uma autobiografia que conta a história de Ellen Forney, uma cartunista bissexual que antes de completar 30 anos é diagnosticada por sua psicologa com transtorno bipolar, mas que se recusa a tomar remédios por ter medo que isso afete sua arte!  

Mas o que a artista descobre com o passar do tempo e com muita pesquisa é que a bipolaridade é considerada uma das doenças mais perigosas entre os transtornos de humor! E quem não se medica tem mais chances de ter depressão e até chegar a se suicidar.


Para fazer uma autobiografia o escritor deve ser capaz de ser muito sinceros com si mesmo e principalmente não ter nenhum medo de se expor! Ellen parece ter entrado de cabeça no projeto e conseguiu passar sua essência e singularidade de forma muito simples ao decorrer da HQ! 

Atravessando milhares de noias e fazendo com que eu ficasse em completos momentos de angústia e até tristeza, a cartunista não tem problemas em conseguir fazer o leitor não só gostar de sua obra, mas também entrar na pele dela. 


E é claro que uma HQ que conta a história de uma desenhista renomada teria milhares de referencias sobre, não só seus artistas favoritos como Michelangelo e Van Gogh, mas também sobre como Ellen tenta entrar na cabeça deles e acaba vendo o quanto muitos deles ao passar dos anos eram rotulados como portadores das mais diversas doenças mentais e por conta da época não usavam medicamentos, o que encoraja cada vez mais a decisão da cartunista ao não tomar nenhum medicamento que possa comprometer seu lado criativo!  

Um ponto muito positivo dessa HQ é que Ellen consegue pegar coisas complexas sobre as mais diversas doenças e simplifica-las. Uma das páginas do quadrinho tem um "medidor psicológico" explicando em forma de carrocel como funciona o humor e a depressão! E no caso da foto abaixo Ellen se coloca como uma escoteira mostrando para todos os milhares de remédios que são diagnosticados para ela tomar e conter seu transtorno de humor! 


Por mais que eu tenha gostado muito da autobiografia não posso negar que quando eu estava chegando no fim dela comecei a querer logo que terminasse! Não por ter ficado chato ou algo do tipo, mas por que afinal o fim já era previsto e para mim até desimportante, já que o que realmente me importava era saber sobre as histórias de momentos da vida da artista.  

Tudo que aprendi com essa HQ fez valer a pena eu ter a lido e se você curte HQ's ou até qualquer tipo de livro que debata abertamente lados artísticos e psicológicos então você não vai se decepcionar ao ler Parafusos!  

Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.