{Especial Ler Editorial} RESENHANDO UM NACIONAL: Sem Limites para o Prazer, de JC Ponzi

Nesse lindo mês de Outubro, mais uma vez o Resenhando Um Nacional vem com um toque especial. Como mês passado nossa grande parceira Ler Editorial nos disponibilizou a compra de livros com descontos maravilhosos na Bienal de São Paulo, além dos livros para parceria, resolvemos fazer algo especial para eles também. 

Todas quinta-feiras desse mês, sendo elas dia 6, 13, 20 e 27, disponibilizaremos uma resenha de um livro da Ler Editorial, totalizando quatro lindas resenhas sobre histórias maravilhosas recheadas de muito amor. 

Sendo assim, a 4° Resenha Especial Ler Editorial, será do livro Sem limites para o Prazer, da autora JC Ponzi. Sem mais delongas, vamos para a resenha?


                                            
Jéssica Bierbauer Becker, ou Jessie, para os íntimos, uma patricinha, cheerleader, que mora em New York, New York !. Ela é o modelo de perfeição, e sua beleza ultrapassa a média, segundo as suas convicções. Ela está no último ano de High School na MVA, louca para se formar e ir logo para sua tão sonhada faculdade de Columbia. Mas para isso ela tem que manter a imagem de boa moça, que de fato ela não tem nada.

Jéssica é uma manipuladora da sociedade. Ela se apresenta como uma menina bonita, santa, uma boa aluna, a rainha da MVA, mas entre quatro paredes ela é totalmente diferente disso... 
Além de saber manipular muito bem os homens com quem se relaciona.


" Adoro lidas com pessoas previsíveis. Para mim, a vida é como um jogo de xadrez. Você sempre deve agir antecipando a reação de seus adversários; deve se mover cautelosamente, analisando as consequências - positivas e negantivas - de cada jogada. Algumas pessoas não passam de peças expostas em um imenso tabuleiro, [...]
  
Além disso, os personagens secundários Mathew, seu irmão postiço de Jessie; os integrantes da Família McGregor, Clarie Osbourne, a inimiga de Jessie; Chloe e Pamela, as sombras de Jéssica. Eles são muito importantes e muitos são tratados superficialmente e outros mais afundo.
                                                                                                 



O livro trás uma escrita lenta inicialmente, pois a Jéssica narra sua história, assim ela mostra a vida perfeita dela e dos outros personagens. Até que no meio do livro, o foco muda, ocorre uma reviravolta na vida dela, e por isso o narrador muda, quem começa a narra o livro é Theo, e assim os fatos vão sendo explicados e as dúvidas sanadas. Para mim essa foi uma das maiores sacadas desse livro e é nesse ponto que você percebe que a autora que contar uma história de drama e não só narrar cenas de sexo de capítulo a capítulo.

Nesse livro, você, leitor, irá provar do que é paixão, amor, vingança, raiva, ódio, sexo. E verá que quando se joga o Jogo do amor e do prazer, tudo é possível, e quanto maior a aposta, maior é o desastre que ela causa

"No jogo do prazer, não há limites para apostas e só os melhores conseguem vencer"

Enfim, se não leu esse livro ainda, leia, se já leu, compartilhe conosco o que achou e não se esqueça de compartilhar com os amiguinhos. E, se você curte literatura hot, com toques de drama, esse é o livro certo. Para saber mais sobre os eventos desse mês e os próximos em que a Ler Editorial estará, clique aqui e confira !  

Então, um beijo e até a próxima postagem!
 
                                                                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Instagram