Header Ads

A GAROTA DE TREZE, DE LILIAN REIS


Luce é uma menina que tem uma enorme ânsia de crescer. Acho que todos em algum momento da vida já pensaram que, se fossem mais velhos as coisas automaticamente seriam melhores, descobrindo só depois que as coisas não funcionam assim.

A grande questão é que idade é só um número, o que conta não é o tempo que você está vivo, e sim a maneira que você vive. E é isso que a nossa protagonista quer, viver. Lilian Reis nos mostra que querer apressar as coisas, pode não ser a melhor ideia.

Ter treze anos para Luce é um enorme desgosto, ela ouve mais "não" do que "sim", precisa seguir regras que parecem injustas e ainda por cima, tem que esperar até os dezesseis para fazer grande parte das coisas que deseja fazer  agora. Não me admira que ela queira crescer logo, a marcação da dona Bete- sua mãe- não é fácil, mas pular etapas não é o mais recomendável.


Várias coisas acontecem no decorrer da narrativa, Luce acaba descobrindo que coisas maravilhosas- e horríveis- podem acontecer em qualquer idade, ela aprende muito, amadurece e acaba entendendo melhor as pessoas a sua volta, amo livros que agregam valores, isso torna a leitura muito mais rica.

Gostei muito da sensibilidade da Lilian em relação aos dramas que cercam uma garota de treze anos, dos mais comuns aos mais complicados. Não é um livro bobinho com diálogos infantis, apesar da autora ter mantido a ideia de "menina pré adolescente", a leitura é indicada para todas as idades.

O enredo é ótimo, leve, nem um pouco cansativo, o livro é muito bonito por dentro e por fora, a capa chama atenção e a narrativa te prende, o que é uma combinação sensacional.


A garota de treze é um ótimo exemplo de "livro família", todos na sua casa vão se apaixonar por Luce e suas desventuras, super recomendo!


Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.