Header Ads

PRIMEIRAS IMPRESÕES: Lynn & A Irmandade do Esmeralda


Quando o melhor amigo de Lynn, Cigano, alega ter encontrado um mapa elaborado pelo próprio Barba Dourada, seus companheiros imaginam se tratar apenas de uma desculpa para se aventurarem na ilha onde o lendário capitão pirata supostamente escondeu seu tesouro séculos atrás. O que o grupo de adolescentes não sabe é que o lugar para o qual se dirigem é protegido por um ancestral Deus da Morte e sua misteriosa maldição, e que a sobrevivência de cada um deles dependerá do quão forte forem seus laços de amizade. Enquanto isso o mago Morgan viaja através da Europa em uma tentativa desesperada de colocar em marcha diversos eventos necessários para a improvável salvação da humanidade.


Lynn & A Irmandade do Esmeralda do autor Pedro Ivo Oliveira, é o primeiro de uma saga composta por quatro livros que ainda serão lançados. Aparentemente uma história com muitas aventuras, e com uma grande expansão de assunto, onde até mesmo o grande Merlin está envolvido. De 423 páginas, li até a página 100, que é quando Lynn e seus amigos estão embarcando para ir para a tal perigosa ilha. 

A história é narrada pelo tio, de quem? Não sei, mas durante o decorrer da narrativa, o narrador vem chamando o leitor de sobrinho, o que futuramente deve ser explicado. Tudo começa quando a mãe biológica de Lynn está lhe dando a luz, e Morgan está presente para transferir a maldição, se assim posso dizer, do pai de Lynn: Éfiro, para o pequeno recém nascido Lynn.

Dezesseis anos se passam e Lynn está na escola com seus amigos e, entre um acontecimento e outro eles combinam a partida para a tal ilha. Quem irá para essa grande viagem? Atualmente, é Lynn, seu melhor amigo Cigano e Touro. Mas posteriormente, Copérnico também resolve ir, e um deles fica em dúvida por conta de ter uma mãe acamada que necessita totalmente de seus cuidados, o pequeno Gibbs. 

Acontecem algumas coisas, como: a aparição de Merlin para conversar com Morgan, a ida de Lynn, Cigano e as primas Rose e Helen à uma praça florestal que tem na cidade, onde diz a lenda haver espíritos que vão para ouvir a Música da Morte, o que rende muitos sustos e risadas aos personagens, a aposta para a locação de um barco para conseguirem ir até a ilha, entre outros, mas não necessariamente nesta ordem. 


Mas a questão é: Ao ler 100 páginas do livro, o que esperar das outras 323? 

Em alguns pontos da narração, o próprio narrador dá pequenos spoilers do que está por vir, e o que se pode esperar é que Lynn será um grande herói e guerreiro, e pelo jeito dele, você não diz que ele será um grande guerreiro, mas sim aquele guerreiro atrapalhado mas que fazem as coisas darem certo. 

O livro tem um toque de humor e de seriedade ao mesmo tempo, ao que aparenta, as coisas irão realmente ficar feia, mas Lynn irá tirar de letra. 

Referente a ida deles à ilha, creio que alguém irá morrer ou se perder, por conta de sempre que falam da ilha com alguém que não irá embarcar nessa aventura, o personagem que não irá, dizer que ninguém volta da ilha, ou que as chances deles serem atacados ou mortos são grandes. 

Em meu campo de visão das 100 páginas que li, tenho a impressão de ser um livro bem aventureiro com toques de comédia para não deixar as coisas tão séria. Um público juvenil ou até mesmo adulto iria curtir a história sem problemas, apesar de algumas, porém pouquíssimas, partes serem arrastadas. 

Como PRIMEIRA IMPRESSÃO, tenho a de que a história é boa e tem um futuro promissor, o que me resta é ler e descobrir se é isso mesmo, além de embarcar nessa aventura.

Se você não leu o livro ainda, leia, se já leu, me conte o que achou, se você está lendo e está mais ou menos nessa parte, não deixe de comentar o que você também espera do livro e claro, de compartilhar com os amiguinhos. Um beijo, e até a próxima postagem!

2 comentários:

  1. Parece ser um livro criativo, pois um guerreiro atrapalhado deve ser bem divertido de acompanhar rs
    Vou anotar na minha lista (gigante :( ) de próximas leituras.

    Abraços,
    Juliana.
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, dá pra dar boas risadas! rs
      Nossas listas nunca diminuem, não é mesmo? :r
      Beijos, Ju.

      Excluir

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.