Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?node=16337903011&pf_rd_m=A3RN7G7QC5MWSZ&pf_rd_s=merchandised-search-1&pf_rd_r=25NB0E9QZ77ARZK9R4XS&pf_rd_t=101&pf_rd_p=016d5e8e-fbd7-4556-89df-e2fa66391ee3&pf_rd_i=16337903011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=fd09f073782dbee08f43fefbb4db448b

PARA ONDE VÃO OS CORAÇÕES PARTIDOS, DE LOUISE BRANQUINHO

"Para onde vão os corações partidos?" me arrancou suspiros e risadas. Sou fã de livros que narram os dramas adolescentes, a forma que vamos de felicidade plena à depressão em apenas alguns minutos, como se nessa época, mais do que todas as outras, estivéssemos em carne viva, sentindo cada toque com uma intensidade prazerosa e insuportável, tudo ao mesmo tempo.

Sinopse: “Nicole sempre foi muito estudiosa, sua família e amigos são sua prioridade. Nada na vida é perfeito e entre manter uma amizade ou se declarar para o seu melhor amigo ela decide manter seus verdadeiros sentimentos em segredo. Gabriel nasceu na Inglaterra, um filho atencioso e o amigo que todo mundo quer por perto, mas sua fé em acreditar que todos sempre dizem a verdade faz com que ele se afaste de sua melhor amiga sem lhe dar brechas ou explicações.
Agora Nicole se encontra entre três caminhos, descobrir o porquê de Gabriel romper a amizade, declarar seu amor a ele ou aproveitar uma nova oportunidade de ser feliz. Nem sempre tudo que reluz é ouro e em um caminho apenas de ida um passo mal pensado pode trazer consequências sem volta”


Nicole, nossa personagem principal, é como o Sol do seu grupo, tudo parece se mover para ela, e não, ela não é uma espécie de Regina George ou coisa parecida, na verdade ela é uma menina de bem com a vida, apesar dos infortúnios, ela é engraçada e companheira. As pessoas que a cercam estão ali pelo simples motivo de gostarem dela e quererem a sua companhia.

O que nos leva ao seu grupo relativamente grande de amigos.. Tenho que admitir que eles foram essenciais para a estória, seria chato se Nicole ficasse divagando sobre como o amor e a vida são difíceis, vendo apenas os seus problemas. Eles acrescentam muito, e isso é bem colocado pela autora, já que Nicole é o porto seguro da maioria deles e eles são o porto seguro dela.

“Por mais que ela aparente a todos estar bem, eu que a conheço muito bem, e sei que as vezes ela não está. Acho que as pessoas realmente não sabem o que é aproveitar a vida até que algo aconteça com elas. [...] É. Mas todos nós temos problemas, ninguém é perfeito.”

O livro tem altos e baixos, não seria um romance adolescente se isso não acontecesse. Apesar dos problemas de Nicole e Gabriel serem os mais citados, os outros casais também ganham uma atenção especial, e pode acreditar, tem desilusão amorosa para todo mundo, não tem como deixar de comparar a nossa própria vida e rir das situações que parecem se repetir.


E não tem aquele drama forçado, as situações são bem montadas, regidas de forma madura. A autora não transformou o grupo de jovens em um bando de sofredores, com aquela amargura toda que alguns sentem nessa idade, Louise Branquinho elevou o nosso nível, escrevendo sobre pessoas bem resolvidas e a apesar de tudo, felizes. É claro que ainda podemos ver as lágrimas misturadas com rímel e os surtos de raiva, mas nada que te faça revirar os olhos, então está tudo bem.

Sobre o enredo, posso dizer que ele é leve e engraçado, a narrativa é bem construída, os perfis e problemas de cada personagem encaixados de uma forma que fez com que a leitura fluísse de maneira fácil, rápida até. 

É importante frisar que o livro não se resume a relacionamentos. Okay que ele fala bastante sobre amor, mas vai muito além, entendem? Não é um simples: menina-gosta-de-menino-que-não-gosta-dela. Por aqui enredos superficiais não são aceitos! E graças aos céus, “Para onde vão os corações partidos?” passa longe de ser considerado isso.

Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.