Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?ie=UTF8&node=17372554011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=a0bab6bcf0191dcca873f385f3f6fecc

RESENHANDO UM NACIONAL: Atlântida, o enigma perdido de Flystwick


Livro: Atlântida, o enigma perdido de Flystwick.
Autora: Ronnyel Sanpe.  
Literatura: Nacional.
Páginas: 268.  
Editora: Giostri. 
Publicado em: Março/2016.
ISBN: 978-85-8108-696-5.
Sinopse: Após longos anos separados, 4 amigos reúnem-se para encontrar um enigma deixado por um historiador chamado John Flystwick. Desvendar esse enigma pode levá-los ao tesouro do rei de Atlântida, sendo isso uma prova irrefutável de que tal local existiu. Uma grande aventura repleta de acontecimentos surpreendentes e a descoberta dos maiores segredos de uma civilização há muito tempo perdida.


De Ronnyel Sanpe, Atlântida, o enigma perdido de Flystwick é um livro cheio de fantasia e mistério, mas que ao final, mesmo com a separação dos amigos Caroline, Diogo, Mônica e Victor no passado, consegue passar uma mensagem a qual serviu para uni-los novamente, além da barra pesada que os amigos enfrentam juntos para desvendar o enigma perdido, que o avô de Mônica deixou para trás. Mas vamos por partes...

Tudo começa quando os quatro amigos ainda são crianças e vão à casa do avô de Mônica, e ele conta a história do velho Flystwick. Victor, é o único que se interessa fielmente pela história, enquanto seu amigo Diego diz que é tudo balela. Passados os anos, os quatro já estão adultos, e Victor, que na adolescência era apaixonado por Mônica, agora é namorado de Carol. Estão seguindo suas vidas normalmente, quando o avô de Mônica falece, e Carol, Diogo e Victor vão ao velório.

No velório há alguns acontecimentos constrangedores, mas os amigos acabam ficando para um jantar com a família de Mônica, e nesse instante, chega o advogado trazendo o testamento do falecido. A surpresa maior, é quando Victor é citado no testamento, e recebe um baú incrustado de pedras preciosas e sem chave. Enquanto todos na mesa ficam estranhando e não entendendo o porque de Victor ter recebido o baú, enquanto outros receberam tão pouco. Coisas acontecem até que Victor leva o baú para casa e após descobrir onde se encontrava a chave, o abre e procura por Mônica.

No baú, se encontrava nada mais e nada menos que um dos enigmas perdidos de Flystwick. E então, os amigos embarcam em uma grande aventura onde também se meterão em várias enrascadas atrás da resposta para suas grandes perguntas. Mas o que menos esperam é encontrar uma cidade há muito tempo perdida! 



Ronnyel é minucioso nos detalhes, o que enriquece o livro, e faz com que você tenha uma visão mais ampla e que sua imaginação voe longe na história. No entanto, a mensagem que é passada ao ser finalmente desvendado o enigma, mostra que dinheiro não é tudo, e que a amizade é o maior tesouro que você pode ter. É claro, que há outras mensagens, mas a de que nem tudo gira em torno de dinheiro, é a mais sincera e a que deveríamos levar em conta.

Enfim, Atlântida é um livro cheio de surpresas e que deveria ao menos entrar para a lista de leitura ou de desejados de todos. Uma leitura leve e fascinante. Se não leu, leia, e se já leu, comente conosco o que acho, e claro, não esqueça de compartilhar com os amigos. Um beijo, e até a próxima postagem!

Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.