Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?ie=UTF8&node=17372554011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=a0bab6bcf0191dcca873f385f3f6fecc

A RAINHA VERMELHA, DE VICTORIA AVEYARD

Em um mundo divido pelo sangue Mare Barrow é uma vermelha, a casta pobre e trabalhadora deste mundo. A jovem é uma ladra, e rouba para ajudar sua família a sobreviver.

Nesse mundo os jovens só tem duas alternativas ter uma profissão, e trabalhar até a exaustão até o fim de seus dias, ou deixar que o tempo passe e ser levado para a guerra. A segunda opção não é agradável, mas, é o futuro que espera Mare, uma vez que ela não tem “talentos” para seguir nenhuma profissão. Ela se preocupa que assim como seus irmãos mais velhos, ela tenha que ir para a guerra, e então morra.

Sua vida segue de forma dura e beira a pobreza extrema, e ela inveja sua irmã que é uma costureira dos prateados. As prateados são o outro lado, a nobreza, aqueles que governam e aproveitam a vida enquanto os vermelhos trabalham em condições completamente desumanas. Os vermelhos são literalmente os escravos a força bruta. Os prateados, como se já não possuíssem o glamour, a vida mansa ainda tem habilidades especiais como controlar o fogo, a água, ler mentes entre outros.

Em uma noite de roubos Mare se depara com um jovem charmoso e encantador que se apresenta como Cal, e dá a ela algumas moedas, depois que em um rompante emocionado a jovem conta lhe as desgraças de sua vida.



No dia seguinte a vermelha é chamada a casa de verão dos prateados, a realeza, e descobre que o mistérios Cal lhe arrumou uma ocupação como empregada do castelo de verão. Ela fica feliz, e acredita que finalmente poderá ser útil e dar orgulho aos pais.

Em um evento cheio de ostentação a jovem é apresentada a um mundo que nem fazia ideia de existir, e se deslumbra facilmente com tudo o que vê. Ela descobre que esse grande evento tem como objetivo encontrar a futura nova rainha, que irá se casar com o príncipe mais velho. O que Mare descobre da pior forma possível é que Cal, o rapaz misterioso, na verdade é o futuro Rei prateado.

Enquanto ela tenta assimilar tudo isso, um acidente de proporções quase fatais ocorre, e a jovem vermelha descobre que não é um simples serviçal, mas, algo nunca visto antes. Uma vermelha com poderes.

Mare é obrigada a fingir ser uma prateada, e é jogada em um mundo de intrigas, mentiras e um jogo de poder que ela jamais imaginou. Forçada a ser alguém que não é, cheia de duvidas sobre si e todos os que estão ao seu redor. Confusa sobre milhares de sentimentos conflitantes dentro de si.

A rainha vermelha é um livro que te vira do avesso, e te faz duvidar o tempo todo. Em quem confiar? Quem pode de trair? Todos podem ser inimigos ou amigos.

A narrativa dinâmica e cheia de pequenos ataques cardíacos ao longo da leitura te fazem ler compulsivamente até o final, sem nem perceber. O livro é cheio de surpresas, e o final tira seu folego. Tive vontade de matar metade dos personagens, e ferir gravemente a outra metade. Certamente o livro tirou meu sono, e não vejo a hora de ler a sequência.

Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.