Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?node=16337903011&pf_rd_m=A3RN7G7QC5MWSZ&pf_rd_s=merchandised-search-1&pf_rd_r=25NB0E9QZ77ARZK9R4XS&pf_rd_t=101&pf_rd_p=016d5e8e-fbd7-4556-89df-e2fa66391ee3&pf_rd_i=16337903011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=fd09f073782dbee08f43fefbb4db448b

REAL LIFE, DE V. TOTTA

Lucy é uma mulher forte, precisa ser. É necessário ter jogo de cintura e ser fluente em sarcasmo quando se tem uma família desestabilizada, um chefe insuportável e um IMC que nunca colabora. Ela é o tipo de pessoa que não se engana fácil, e é por isso que fica com um pé atrás com o Real Life, um aplicativo que nos permite criar uma vida totalmente diferente, tudo novo, do jeito que você preferir -como um The Sims, só que com mais opções para a socialização.


A vida online é interessante e por mais que nós tenhamos que nos concentrar no que é considerado real, lá é bem mais fácil de se conversar com alguém, não que Lucy tenha dificuldades para se comunicar, já que consegue um admirador no jogo e um fora dele: Rique é um músico charmoso com um sorriso que quebra corações instantaneamente e Josh é o compreensivo e presente, o amigo virtual perfeito, que todas nós desejaríamos ter para algo mais, se é que me entende.

"Não conseguia entender o que ele quer puxando conversa comigo. Justo comigo! E eu não estou fazendo charminho ou drama. Não! Não sou, definitivamente, esse tipo de garota. Sei que tenho um rosto “bonito”, mas também comum. Mas era um fato que o IMC, meu grande e idiota amigo, não cansava de me chamar de senhorita sobrepeso, então esse Henrique, definitivamente não é o tipo de cara que se interessaria por mim."
Gostei muito da narrativa do livro, bem fácil e engraçada, do tipo que te faz rir mesmo depois de acabar de ler, e também tem o fato de eu ter me identificado com a Lucya. Deus sabe que eu odeio livros onde a personagem principal é uma boneca de porcelana. 


Com todos os problemas familiares, ela teve que aprender como o mundo funciona, sair de casa e deixar os irmãos nas mãos de uma mãe desequilibrada, foi talvez a decisão mais difícil que ela já tomou, mas era necessário, acho que foi isso que mais me chamou a atenção no livro, apesar do título ser baseado em um aplicativo que promete uma vida dos sonhos, sem muitos problemas e com tudo o que você sempre quis, a estória em si é cheia de reviravoltas e perdas, não tem como passar por tudo isso com uma cobertura de vidro, por isso Lucya veste a sua armadura todo santo dia, se mostrando impenetrável.

Várias vezes enquanto eu estava lendo imaginei uma forma da situação ser resolvida, sempre me baseando nos cliches que acompanham a maioria dos livros, mas eu me surpreendi inúmeras vezes, começando pelo fato de eu ter gostado de todos os envolvidos no triângulo amoroso, algo que  nunca havia ocorrido e que me fez ansiar pelo final.

O final... Uma relação de amor e ódio se formou, eu não consigo dizer se gostei ou não, foi bom e ao mesmo tempo ruim, só de pensar sobre ele eu fico confusa, uma confusão boa, é claro.

Sou fã de livros que me fazem chorar e rir, tudo em um capítulo só, apesar de ser um livro descontraído, o drama também é forte, a autora V. Totta tem uma escrita madura, mas que também tem uma certa leveza. Para mim, essa é a medida certa para um bom livro.

2 comentários:

  1. Não tive curiosidade de assisti, não me chamou a atenção, beijos

    http://www.ritinhaangel.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa! A primeira resenha do Real Life e conseguiu me emocionar de verdade. Acho que você conseguiu captar tudo que eu tentei passar no livro e isso me deixa imensamente feliz.
    Obrigada de <3

    ResponderExcluir

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.