Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?node=16337903011&pf_rd_m=A3RN7G7QC5MWSZ&pf_rd_s=merchandised-search-1&pf_rd_r=25NB0E9QZ77ARZK9R4XS&pf_rd_t=101&pf_rd_p=016d5e8e-fbd7-4556-89df-e2fa66391ee3&pf_rd_i=16337903011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=fd09f073782dbee08f43fefbb4db448b

Grey, de E.L.James






"Grey", da autora E.L.James, vem trazer a história de "50 Tons de Cinza" pelo ponto de vista do famoso e sedutor Christian Grey, que conquistou milhares de admiradoras por todo mundo. Como no primeiro livro da trilogia, temos uma jovem estudante universitária que se vê envolvida com Christian Grey. Um homem rico, lindo, apaixonante e com um gosto peculiar para seus relacionamentos. Ele é um Dominador, e quer que Anastásia seja sua submissa.

Bom, livros relançados pelo ponto de vista dos protagonistas masculinos tem sido uma nova onda literária. E é claro que meu querido Christian não poderia ficar de fora. A noticia do lançamento do livro deixou milhões de mulheres doidas, e não decepcionou.

Conhecemos um pouco mais da cabeça dele, de seus pensamentos, medos e decisões. O livro trás muitas informações novas sobre ações tomadas por ele, e sobre sua personalidade. Mostrando mais do apenas aquele homem decidido, sexual e fechado que conhecemos no primeiro livro da série. Christian aparece mais como um homem normal, com suas inseguranças e defeitos (que não o desmerecem de jeito nenhum), que só conhecemos mais profundamente nos livros subsequentes da trilogia.


Ao contrário da série original, o livro tem de novidade a forma como os capítulos são apresentados, com datas. E o mais interessante é o fato de mostrar sonhos e lembranças de Christian, na infância. A forma como ele via e lidava com a relação com a mãe, e com sua nova família. Achei espetacular essa possibilidade de vermos pequenos flashs da vida dele, não só com a família, mas com Elena e com antigas submissas. Uma forma interessante de conhecer mais do personagem.

A linguagem do livro também é mais pesada. Ao contrário de Anastásia, Christian não tem vergonha de utilizar palavras mais sexuais. E ser mais objetivo. Totalmente a cara dele. Para quem adora a Mia, vai gostar das cenas dela também. Mais um gostinho da relação dela com o irmão, e também dele com Elliot. Essa família só tem filhos nota 10.

Você pode perguntar: Será que posso ler Grey no lugar de 50 tons de cinza? Como se fosse o primeiro? Bom, pode. Mas não te indicaria. Como os livros subsequentes são pelo ponto de vista da Ana (pelo menos os lançados até hoje), acredito que você aproveitaria melhor começar por ela mesmo. Até porque muitas dúvidas dela podem ser suas também.

Fãs de 50 Tons, só o fato de ser narrado pelo queridinho Grey, já é incentivo suficiente para você correr até a livraria mais próxima e conseguir o seu exemplar. Não haverá arrependimentos.  Grey cumpre a sério uma frase famosa de seu protagonista: Nosso objetivo é satisfazer

Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.