Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?node=16337903011&pf_rd_m=A3RN7G7QC5MWSZ&pf_rd_s=merchandised-search-1&pf_rd_r=25NB0E9QZ77ARZK9R4XS&pf_rd_t=101&pf_rd_p=016d5e8e-fbd7-4556-89df-e2fa66391ee3&pf_rd_i=16337903011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=fd09f073782dbee08f43fefbb4db448b

As Crônicas de Bane, de Cassandra Clare, Sarah Rees Brennan e Maureen Johnson




As Crônicas de Bane, da editora Record, é uma espécie de Spin-of da série Instrumentos Mortais, de Cassandra Clare. Com a ajuda de mais duas escritoras renomadas, ela lançou esse material, que acompanha momentos da vida do personagem Magnus Bane. Um feiticeiro e personagem recorrente da série Instrumentos Mortais, e que conquistou milhares de fãs, com seu jeito misterioso, elegante e chamativo.

Se havia um personagem que merecia um livro desses, é Magnus Bane. Primeiro porque como imortal, ele é muito antigo e poderia ter diversas aventuras no seu passado que deveriam ser contadas. E o segundo motivo, é com certeza, seu relacionamento com Alec Lightwood. Nosso sofrido Caçador de Sombras, com quem ele se envolve durante a série.

O livro é dividido em 11 capítulos, alguns criados em parcerias, e outros apenas pela Cassandra Clare. Todos com títulos divertidos, e logo em seguida, uma folha desenhada como mangá, e que retrata alguma cena do capitulo. Magnus é um personagem muito divertido, as vezes até infantil. Mas ao mesmo tempo conhecemos seu lado mais maduro, mais emocional e entendemos a forma como ele se relaciona com as pessoas e com o tempo. Que para ele corre de forma completamente diferente.


Somos apresentados a personagens novos com quem se relacionou no passado, e também revemos personagens conhecidos. Mostrando como eles se conheceram, nos casos de Raphael Santiago e Camille Belcourt, por exemplo, e que aparecem na série. Para quem leu a trilogia Peças Infernais, também da Cassandra Clare, também irá rever certos personagens, e até ter um gostinho de como a vida deles se desenrolou após o fim dos livros.

A Crônicas se torna um livro muito bom, porque conhecemos mais sobre o homem atrás da magia. Seus pensamentos sobre o mundo, e sobre as leis e costumes Nephilim. Para quem gostou de Instrumentos Mortais, ou quem tem esses livros na sua lista de leitura, também recomendo ler esse. Com certeza vale a pena, e ter um gostinho de Magnus e Alec juntos, não tem preço.


Nenhum comentário

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.