Header Ads

A Hospedeira, de Stephenie Meyer


Título: A Hospedeira   |   Autora: Stephenie Meyer   |   Editora: Intrínseca   |    Ano: 2015
Páginas: 560 páginas   |   Classificação: 5/5   |   Adicione no Skoob 
Sinopse: Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos “selvagens” que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a “alma” invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.

Se você conhece a saga Crepúsculo você conhece, com toda certeza, a autora Stephenie Meyer. O que você não sabe (ou talvez saiba sim, desculpa!), é que ela possui um outro livro muito, muito, muito interessante de ser lido.

Começamos falando que não! Essa é mais uma adaptação cinematográfica ruim, que você não pode de jeito nenhum comparar com o livro. Em A Hospedeira, diferente de quem viu o filme, vamos focar principalmente em uma vida alienígena que tem como maior objetivo não só sobreviver (como sempre, né?!), mas também melhorar o mundo em que ele hospeda. E essa ideia é fascinante! 



Peregrina é uma alma muito antiga e vivida. Ela conhece diversos mundos, vive como "puladora" até que chega na Terra e hospeda Melanie, um dos humanos "selvagens" que restaram. Porém Mel é muito forte e permanece viva dentro de peregrina, o que praticamente nunca acontece.

Além de ter sim uma parte romântica bem diferenciada (e que é mostrada no filme), eu até gosto da interação porém é pior parte do livro! E a única exposta no filme, infelizmente. 


Não levei fé nesse livro, mas paguei minha linguá. Vale sim muito a pena conhecer a história de Peregrina e de Melanie.

Um comentário:

  1. Eu tenho um problema sério com esse livro, já tentei ler duas vezes e travei. Alguma coisa não fluiu na leitura. Mas sempre escutei que vale a pena prosseguir... talvez algum dia quem sabe?

    ResponderExcluir

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.