Header Ads

https://www.amazon.com.br/b/ref=as_li_ss_tl?ie=UTF8&node=12565546011&linkCode=ll2&tag=maravilhdesco-20&linkId=9c1389fb3385fb9165be2a5665b43d9c

Resenha: O caçador de pipas

Autor: Khaled Hosseini
Editora: Nova fronteira
Páginas: 365


O livro é contato em primeira pessoa por Amir, um garoto que sempre se sentiu rejeitado por seu pai. Baba, como é chamado o pai, é um homem bastante respeitado em Cabul e possui um amigo e empregado de muitos anos chamado Ali que tem um filho, Hassan.

Desde crianças, Hassan e Amir conviveram junto como irmãos. E apesar de Amir sempre caçoar e zombar da ignorância e falta de estudos de Hassan, o empregado faria qualquer coisa por ele.

Numa chance única de se mostrar para o pai, Amir, sempre junto de seu fiel companheiro Hassan, entrou em uma competição de pipas tradicional da região e ganhou. Porém, a ultima pipa, a "pipa da vitória", caiu muito distante de onde os meninos estavam. Hassan, num ato de entusiasmo e lealdade, falou para Amir que não se preocupasse com a pipa pois ele iria busca-la aonde fosse. 

Notando a demora do amigo, Amir vai atrás dele e o encontra em um beco escuro junto com uma gangue de meninos mimados e prepotentes que queriam porquê queriam a pipa que o menino havia se esforçado tanto para pegar. 

Hassan, lembrando sempre de Amir, falou que não devolveria a pipa por nada. Que a pipa pertencia ao amigo e que prometerá levá-la a ele a qualquer custo. Os meninos então, enfurecidos pela "falta de respeito do empregado", violentaram o pobre menino enquanto Amir, acovardado e com medo, assistia a cena.

O livro é de gerar interesse até mesmo a uma menina de 12 anos que nunca havia lido na vida. Na época, muitas questões ficaram mal reveladas/resolvidas para mim, porém agora entendo completamente a situação do livro e o enredo contado.

Hosseini fez um excelente trabalho. Bem desenvolvido e cheio de partes entusiasmantes que o faz vidrar no livro até o último capítulo. Foi o primeiro livro que li na vida e tenho orgulho de dizer isso.

A descrição dos locais também é algo descomunal. Para aqueles que amam "viajar nos livros para outro lugares", o livro é perfeito. Os detalhes contados, a bela visão que ele descreve dos locais não é nada cansativa, é de uma realidade e simplicidade tão bela que você fica estupefato.

O carácter dos personagens também não ficam para trás. Cada personagem é único e você nunca vai achar nenhum deles, nem sequer semelhante a eles, em nenhum outro livro. Todos eles são bem definidos. Você lê e entende de fato o pensamento de cada um, mesmo o livro sendo contado em primeira pessoa.

A lealdade de Hassan, em vezes que me assuntava, me deixava admirada. Me faz pensar em cada segundo como ele consegue ser assim. Baba também possui uma personalidade bastante forte. Acredita em seus ideais e os segue independente do pensamento de qualquer um. 

Por fim, o livro é repleto de "fogos de artifício". Apesar das poucas "forçações de barra" que aparecem no livro, nada tira o seu valor, nenhum deles abaixa seu nível. O caçador de pipas é um livro excelente do início ao fim. 

3 comentários:

  1. Essa história me arrancou tantas lágrimas que é até difícil falar sobre ela. Um livro, sem sombra de dúvidas, sensacional!

    bjs
    http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Li quando tinha 13 anos e agora que li sua resenha, fiquei super com vontade de pegá-lo de novo e reler. Agora que tenho 17 (uau, graaande diferença ¬¬) acho que conseguirei ter muito mais noção do que estou lendo. Tem algumas coisas que estão meio "nubladas" em minha mente e eu gosto tanto da história de amizade e da tristeza que envolve as escolhas do Amir. O livro é tão complexo que eu, apesar da idade na época, fiquei sem palavras e me peguei pensando no livro e nas minhas atitudes durante muito tempo.

    ResponderExcluir
  3. Acho esse filme muito lindo. Mal posso esperar para ler o livro.
    http://tears-inthedark.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.