Header Ads

Crítica do filme: Em chamas


Katniss está pagando caro pelo o que aconteceu na arena ao final do primeiro filme da série. Agora ela terá que lutar com todas as sua forçar para enfrentar um inimigo muito mais forte e voraz que todos que ela já enfrentou nos jogos. Agora o inimigo é a Capital.

O presidente Snow está enfurecido com Katniss. A situação nos distritos não está nada boa. Todos eles estão se rebelando. Todos eles estão revidando e lutando com todas as suas forças. Estão lutando por algo muito maior que o medo. Algo que até nosso presidente tem medo. A esperança.

Para salvar sua família e proteger seus amigos, nossa protagonista terá que provar que seu amor por Peeta é verdadeiro. Mas como provar uma coisa que nem ela sabe ao certo se é verdade? E para piorar ainda mais essa parte da história, Gale está mexendo com o coração dela e deixando seus sentimentos totalmente divididos.

Problema maior é que o ano é de Massacre Quaternário. A cada 25 anos a edição dos jogos vorazes ganha uma surpresa e dessa vez a surpresa será devastadora.

Um filme muito bem produzido, muito bem distribuído e, principalmente, muito bem aproveitado. 

Fancis Lawrenci - diretor - conseguir pegar não só todas as partes importantes do livro, como também as melhores. Dispensando as partes de "enrolação" e prendendo o público com uma protagonista confusa que só quer que tudo em sua vida volte como estava antes dos jogos começarem.

No filme, porém, a parte que menos gostei (tanto no livro, quando agora no filme) é a história basicamente igual - mas necessária - a do primeiro filme, mostrando todas as partes que antecedem os jogos. Mesmo assim, até mesmo essa parte foi muito bem distribuída seguida de cenas estimulantes e que fazem você vibrar.

Por fim, tenho que dizer que achei o melhor filme de 2013. É, como já disse anteriormente, muito bem formulado, inteligente e contínuo. Qualquer pessoa que queira entrar na sala do cinema sem ver o primeiro filme pode ir com a certeza que não irá entender praticamente nada.

Jogos vorazes #2 - Em chamas merece uma análise crítica muito melhor que a minha. A revolução e procura por seus direitos, os sacrifícios dos tributos e o abuso de poder são só o começo de um submundo criado por Suzanne Colins que devemos prestar atenção e levar os acontecimentos e aprendizados conosco. 

6 comentários:

  1. Vi o primeiro filme da série hoje hahaha Já estou louca para ver em Chamas *-----------*

    ResponderExcluir
  2. Não li os livros, assisti o primeiro filme e gostei muito, estou louca p ver o segundo filme, beijinhos

    http://angelimcosmeticos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari!
    Ainda não sei se vou assistir Em Chamas :/ Eu dei uma chance pros livros e não consegui gostar muito, e nem o primeiro filme me conquistou, mas desde ontem tenho lido tantas opiniões positivas que to pensando em dar uma chance! rs

    Seguindo o blog! :)

    Beijos.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie Mari
    ainda não vi o filme, e nem sei se vou assistir esse ano :(
    estou em chamas por isso kkkkkkkkkkkkkkk
    amei o primeiro, e que bom saber que este também foi bem produzido. Acho que vai ser o que eu mais vou gostar, porque Em Chamas é meu livro preferido da trilogia.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  5. Te admiro eternamente por ter conseguido resenhar o filme.
    Eu não consegui, só consegui dizer que amei haha
    Amei sua resenha.
    Beijos!
    http://btocadoslivrom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uheuaheua .. Obrigada! O filme é completamente demais mesmo. E acredita que eu perdi uma das melhores partes porque tive que ir ao banheiro?! rs,

      Excluir

Obrigada pela atenção. Assim que possível estarei respondendo :)

Tecnologia do Blogger.